Tristana & Tristão

15.6.15


Um dos meus nomes medievais preferidos é Tristão mas sei bem que as reacções a este nome são maioritariamente más, sobretudo pela associação a "muito triste". Originalmente, este nem sequer era o significado do nome, que tem origem em Drustan e, por isso, significaria "tumulto". Contudo, a grafia foi-se alterando por assimilação à palavra latina Tristis e, como tal, a associação é mais do que inevitável. Na verdade, o significado até poderia ser "homem mais feliz do mundo" e nem isso nos  afastaria do conceito de  tristeza sempre que ouvíssemos ou lêssemos Tristão, certo?

Mas adiante, que hoje o nome do dia é outro e a pergunta que se impõe é a seguinte: se pelo seu carácter literal, Tristão é indissociável do sentimento de inquietação, o que pensam de Tristana? O nome poderá soar familiar a quem conhece a filha do escritor Miguel Esteves Cardoso, que até costuma aparecer nas revistas cor-de-rosa e, apesar de não ser nada comum em Portugal, é relativamente conhecido em Espanha, graças ao romance Tristana de Benito Pérez Galdós, cuja adaptação ao cinema foi candidata ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 1970. 
Muitas vezes, quando menciono Tristão, respondem-me que preferem a variante Tristan e, nesse caso, será que Tristana se torna mais usável? Na minha opinião, é um nome bastante interessante e apesar de não ter certezas quanto à sua aprovação, não hesitaria em recomendá-lo a quem procura um nome diferente mas que não fuja em demasia à estrutura normal dos nomes portugueses. 
Se eu vos apresentasse Tristana como alternativa a Caetana, achavam que tinha perdido o juízo? 

6 comentários :

  1. É a primeira vez que contacto com Tristana - achei giro!
    Adoro Tristão, tenho-o na minha lista, tal como Gastão, que também recebe comentários negativos.

    ResponderEliminar
  2. Tristão não é dos meus nomes preferidos mas também não desgosto, já Tristana gosto imenso, considero uma boa alternativa a Caetana. Gostaria que se tornassem nomes mais usados e de menos preconceitos.

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito de Tristão! Por incrível que pareça, nunca associei a triste porque a única coisa que me faz lembrar é mesmo a história romântica de Tristão e Isolda [podia abordar este nome também, Filipa ;)]!
    Já Tristana, confesso que nunca pensei no nome, mas não desgosto à partida. Terei de meditar no nome mais uns tempos para formar uma opinião :)

    ResponderEliminar
  4. Eu, que adoro Caetana, não vejo Tristana como "alternativa", mas sim como "mais uma possibilidade" :)

    ResponderEliminar
  5. Ai gente, até gosto por achar exótico, mas não usaria porque não consigo dissociar de triste.

    ResponderEliminar
  6. Ahhhhhh lindo!!! Também gosto tanto de Tristão! Seria a escolha a seguir a Sancho por serem nomes históricos, fortes e invulgares!!! Estou a adorar o blogue e a forma tão despretensiosa e abrangente com que fala do tema!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)