Desafio: mudar de nome

28.3.13


Por sugestão da Joana, que se inspirou num post do Fórum do Nameberry, lanço a pergunta: se pudessem mudar de nome, qual escolheriam e porquê? E teriam a preocupação de escolher um nome que não fosse alvo de brincadeiras ou acham que, nesta fase, essa questão já nem se coloca? Sentem que seriam mais flexíveis do que se estivessem a escolher o nome de um bebé? 
Se não conseguirem chegar a um nome final, podem apenas indicar as características que procurariam... Eu vou pensar na minha escolha e depois também comento.

29 comentários :

  1. Eu queria ser Beatriz para as minhas amigas chamarem-me de Bia!

    ResponderEliminar
  2. Lúrian, sem dúvida, adorava chamar-me Lúrian :)
    Mas também...Valentim, Gustavo, Cristóvão, Alexandre, ou Estêvão ;)

    ResponderEliminar
  3. Pois, eu se pudesse chamar-me-ia Frederica. E este será o primeiro da minha lista quando for mãe de uma menina (:

    ResponderEliminar
  4. Ui este desafio e difícil :)
    Acho que gostava de ser Valentina! E clássico e romântico como eu :p tambem n me importava de me chamar Dalila, Gabriela, Teodora ou Violeta! Qualquer destes nomes tem características que acho serem a minha cara... Sao femininos, fazem-me pensar em tempo de sol e calor ( n sei explicar porque) românticos, intemporais, internacionais e para mim tem uma bonita sonoridade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueci de dizer: seria mais flexível sim na escolha de um nome para a minha bebe :) porque para mim tenho de ter em conta a personalidade já formada e num bebe isso já n acontece :)

      Eliminar
  5. Muito dificil, tive a ver a lista de nomes de meninas a ver se me identificava com mais algum mas não dá! lol Mas sim isso de ser alvo das brincadeiras já não era motivo de preocupação... Pensei em Laura, Clara(apesar de não serem OS meus preferidos)... mas realmente identifico-me com o meu nome: Ana.

    ResponderEliminar
  6. Chamo-me Patrícia e adoro o meu nome. Identifico-me com ele: o acento agudo no I dá uma certa imposição ao nome. e como já não se ouve muito, mais gosto. No meu trabalho onde somos imensas sou a unica Patrícia!

    ResponderEliminar
  7. É muito difícil este desafio! Talvez Isadora, Vera ou Catarina. Nem consigo dizer porquê, excepto Isadora...mas têm a ver comigo e não são dos meus favoritos.

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pelo post, ainda por cima tão rapidamente :)

    É mesmo muito difícil! Acho que se é bem menos flexível do que ao escolher um nome para um bebé, porque a nossa personalidade já está formada e temos muito mais referências na nossa vida.
    Por exemplo, eu tenho um nome de que gosto e com o qual me identifico - é clássico mas divertido, discreto, relativamente internacional... só que é estupidamente popular na minha geração! Seria difícil mudar para um nome "raro" porque cresci habituada a um super-comum... e depois vêm as circunstâncias que os meus pais não conseguiam prever: nomes que não escolheria para mim porque tenho amigas/familiares próximas com esse nome, nomes que não consigo pronunciar facilmente (ai os Ls!), nomes que hoje em dia são muito populares ou pura e simplesmente nomes com que não me identifico...
    Talvez escolheria Amélia (um nome de pessoa "bem-comportada" :P e com o diminutivo Mel), Jil (ao contrário do anterior, um nome divertido) ou Maria (dá para qualquer pessoa ahahah e na minha geração é raro ser-se só Maria). Mas, sinceramente, prefiro ser Joana :)

    Já o meu segundo nome mudava sem dificuldade nenhuma. Sou Joana Rita (combinação comum e mesmo a soar a anos 90!) e não gosto nada... talvez porque, como a muito boa gente com nome composto, só sou chamada pelos dois nomes quando faço asneira :D Algo do género Joana Isabel assentava-me muito bem! Há uns dias vi a lista em que os meus pais iam apontando os nomes que lhes passavam pela cabeça (1000 vezes Joana Rita em vez de algumas tragédias que por lá passaram!) e gostei muito de uma: Joana Beatriz. Embora esteja fartíssima de Beatriz como primeiro nome, acho que os dois juntos fazem um nome composto muito fresquinho!

    Estou curiosa para ver o que as pessoas do blogue - especialmente a Ana Filipa - escolhem ;)

    ResponderEliminar
  9. Eu sou Telma e acho que me assentaria bem outros nomes como Margarida, Violeta, Inês, Carolina, nomes que por sinal a minha mãe também tinha em mente

    ResponderEliminar
  10. Bem vim partilhar as minhas recentes "descobertas":

    - A Pimpinha Jardim que já tem o seu Francisco Maria está à espera de outro menino =) cujo nome parece que será Raul, o que me surpreende bastante! Agora aquele "Maria" é que mexe com o meu sistema nervoso...lol

    - Resolvi ir checar o blog da Pipoca mais "dois" , e vi la este artigo : http://apipocamaisdois.blogs.sapo.pt/4262.html
    "Cheira-me" que estava errada e não vai sair mais um Afonso, mas um nome mais inesperado;) E ainda bem!

    ResponderEliminar
  11. Eu acabei por me habituar ao meu nome...Adoro o diminutivo Mia. Mas não me imagino a chamar-me só Mia.

    Se mudasse o meu nome gostava de me chamar Aurora, Clara, Flora, Leonor (sim agora há imensas mas quando eu nasci nos anos 90 não havia assim tantas) ou Raquel. Nomes doces, românticos, delicados...do género que com que eu mais me identifico.

    Eu sempre quis foi ter um segundo nome que me falta por isso nesse caso gostava de ser Maria Amélia (Mia é diminutivo de Maria e de Amélia e ainda podia usar Mel ou Mimia como diminutivo dos dois nomes); Maria Beatriz (era o nome da minha bisavó e os meus pais nem pensaram nisso...); Maria do Mar ou Maria Sofia.

    Sinceramente acho mais fácil escolher um nome para mim do que para um futuro bebé...Porque a personalidade já está formada então sei o género de nomes que são "a minha cara". A personalidade de um bebé é sempre uma incógnita e há mais factores a ter em consideração.

    ResponderEliminar
  12. Se pudesse mudar de nome...Lorena! É o único nome que gosto que consigo imaginar em mim.

    ResponderEliminar
  13. Eu adoro o meu nome (Ana), apesar de ser mttttooo usado, não me vejo com outro. Mas se tivesse de mudar só imagino um, Carolina, sempre adorei este nome, adoro a sonoridade, é um nome comprido e clássico e nunca passa de moda lol, apesar de ser demasiado usado tb...mas enfim...só imagino este mesmo.

    ResponderEliminar
  14. Eu sou única. E como tal, teria de ter um nome só meu. Mas como isso não é possível, deram-me um comum a muitas outras pessoas. E estou satisfeita com ele. Agora, o MEU real nome, esse ainda não descobri qual é.

    ResponderEliminar
  15. Ao contrário do que acontecia na minha infância, quando sonhava em ter outro nome, hoje é difícil imaginar-me sendo chamada de outra forma. Acho que gostaria de ser Beatriz, Isabel ou qualquer outro nome clássico.

    ResponderEliminar
  16. O meu novo nome teria de ser forte e marcante. Apesar de achar que há nomes delicados muito bonitos, não encaixariam na minha personalidade. Acho que seria uma feliz Frederica, Georgina, Teodora, Viviana ou Mafalda. Ainda assim, acho que também gostaria de me chamar Camila... :)

    ResponderEliminar
  17. Infanta Filipa, achas que escolheram bem o nome para 3 personagens que são irmãos, que teriam à volta de 20 anos em 1975: Gonçalo, Afonso e Catarina? Estoume a referir à série Depois do Adeus.

    ResponderEliminar
  18. Christina, Afonso e Catarina não me causam espanto, Gonçalo parecer-me-ia o menos credível. Contudo, tratando-se de um nome de família, num meio social abastado, parece-me que o nome do personagem faz sentido.

    ResponderEliminar
  19. Anna, estive a ler e parece que Raúl era o nome do pai da Pimpinha... Não estava à espera desse nome, mas acho um gesto bonito!

    ResponderEliminar
  20. É uma escolha difícil, visto eu gostar muito do meu nome... talvez Lana ou Vanessa!
    Ou se fosse inglesa, Chelsea, devido à minha paixão pelo clube de futebol ;)

    ResponderEliminar
  21. Isto é mesmo muito difícil.

    Eu chamo-me Mariana. Gostei sempre do meu nome, porque era invulgar (fui sempre a única em todas as turmas), sem ser esquisito, mas, acima de tudo, pelas razões que levaram os meus pais a escolhê-lo. É o nome da minha mãe ao contrário (Ana Maria) e o nome da República.

    Para o substituir, teria que ser um nome com significado e raízes familiares igualmente fortes, o que é difícil. Talvez Sofia, Catarina ou Antónia.

    ResponderEliminar
  22. Agnes ou Greta. Adoro meu nome, Carolina, mas é muito comum.

    ResponderEliminar
  23. Eu chamar-me-ia Rita, na mesma, mas acrescentaria o segundo nome Margarida.

    ResponderEliminar
  24. Sempre me chamaram de Fernanda, em todas as épocas e lugares. As pessoas dizem que tenho cara de Fernanda. Se fosse mudar, colocaria esse :D

    ResponderEliminar
  25. Meu nome é Renata Virna, eu odeio esse segundo nome, queria só chamar Renata, gosto como soa e dos apelidos: Re, Rereh...
    E além disso, o significado é lindo também "renascimento"

    ResponderEliminar
  26. Eu mudaria o meu para Gabriela, Úrsula, Débora, Catarina, Aurora ou Ester, que acho que são nomes bem fortes.

    ResponderEliminar
  27. Não me imagino a mudar o meu nome, toooooda a gente que conheço diz que eu tenho cara de Sofia e de mais nada, quando era pequena as vezes faziamos aqueles joguinhos "eu tenho cara de quê?" e diziam um nome que a tal pessoa parecesse ter e a mim sempre me disseram que eu SÓ tinha cara de Sofia ponto final. Adoooooro o meu nome! Além de me assentar como uma luva, é curto, simples, forte, fácil de pronunciar, livre de preconceitos, encontrasse em todas as classes sociais, é nome de rainha, é tipicamente português e internacional, não encontro nome mais perfeito com estes requisitos! Quando viajo não estranham o meu nome, existe Sofia nos 4 cantos do mundo e também é daqueles nome que quase toda a gente, ou mesmo toda a gente, gosta, não é daqueles nomes polémicos, não tem nada para não se gostar, dá para adulto e criança, consegue-se fazer um nickname com esse nome e não choca ninguém! Para mim é além do perfeito! No entanto nunca o poria a uma filha minha. Porquê? Porque apesar de isto tudo que referi devem existir uns 30 nomes de rapariga que gosto mais do que o meu, não o mudava para nenhum dos meus nomes preferidos porque apesar de serem os meus preferidos sei que estão carregados de preconceitos e são facilmente detestáveis mas eu gosto deles!
    Se mudasse de nome tinha de ser para um nome típico português mas que também fosse um pouco ou muito internacional e não demasiado popular algo como Teresa, Luísa ou Francisca....

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)