Filhos dos famosos 2018 - Zoe & Carolina

em 30/11/18



  • Carolina, filha de Cláudia Borges, que já era mãe de Rodrigo
  • Zoe, filha da apresentadora de televisão brasileira Sabrina Sato e do ator Duda Nagle [na foto]

De acordo com a imprensa brasileira, a gravidez da Sabrina Sato foi uma das mais mediáticas de sempre e a escolha do nome foi muito enfatizada, quer pela apresentadora, quer pelos seus milhões de seguidores. Quando foi revelado o nome, choveram críticas, sobretudo pela inegável proximidade de Zoe, que significa "vida", ao verbo zoar - que os brasileiros usam como sinónimo de troçar ou gozar. 
Como já é habitual, começou-se logo a falar de bullying e nas imensas dificuldades que esta criança terá de enfrentar. 

Em 2012, partilhei aqui no blog uma reflexão sobre este tema e mantenho a minha opinião: o bullying é um fenómeno seríssimo, que não deve ser encarado com condescendência, mas estou muito longe de acreditar que o nome seja um dos principais desencadeadores deste fenómeno! Concordo, claro, que os nomes são propícios a brincadeiras pueris, que envolvem sobretudo rimas. Mas são brincadeiras que passam para o nível da maldade quando são proferidas por adultos que deviam era ter juizinho naquelas cabeças! Hoje, as crianças estão expostas a imensos nomes diferentes, sobretudo graças aos desenhos animados. A minha filha de 2 anos e meio não vê problema nenhum em Gastão, mas quantos adultos reagiriam com tamanha indiferença?!

2 comentários:

  1. A questão é que tudo vai servir para bullying! Independentemente do nome da criança, pode ser pelo apelido, por usar óculos, aparelho, ser magro/gordo, ser alto/baixo, ter uma mochila X em vez de Y, ter um sinal, um corte de cabelo, etc. Os miúdos implicam com o que quiserem e basta pegarem numa pequena coisa que nós adultos nem compreendemos por vezes para ser motivo de chacota e infernizarem a vida uns aos outros. Claro que se pode argumentar: "se é assim, mais vale que pelo menos o nome não dê sequer azo a isso". Mas nem isso podemos prever! Mesmo nomes "normais" podem servir para uma rima/trocadilho estúpidos (tipo "Joana macaca cigana, faz xixi na cama"... lembro-me de dizerem isto no meu tempo - anos 90). Acho que de todas as coisas com que os pais se podem preocupar, o bullying associado a um nome será a menor de todas...

    ResponderEliminar
  2. Olá, não estava à espera da escolha da Cláudia Borges. Pensei que pudesse ser um nome menos popular.

    Zoe, acho que não se adequa muito à cultura brasileira.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)