Zé - OK ou KO?

6.3.17


Em Agosto de 2013, quando soube que Manel passara a ser aprovado em Portugal, estava longe de imaginar que, um ano depois, o iria encontrar no top 100. Mas aconteceu e, já em 2016, Manel foi o nome escolhido para 57 meninos, passando a ocupar a 71.º posição do dito ranking. Hoje, gostava de saber qual é a vossa opinião a respeito de Zé, diminutivo muito frequente do clássico e tradicionalíssimo José, que passou a constar da lista de nomes aprovados em Portugal no decorrer do ano de 2016, [editado] como segundo nome!
Eu passei a ver esta opção com bons olhos, quando percebi que quase todos os jovens adultos Josés que conheço se apresentam, efectivamente, como Zé. Zé Miguel, Zé Diogo, Zé Guilherme, Zé Duarte, Zé Maria, Zé Francisco, Zé Pedro... Zé não é apenas o seu diminutivo, mas sim a forma como se apresentam a terceiros e, parece-me, é essa a definição de nome próprio - o nome que nos distingue em sociedade. 
E vocês, o que pensam de Zé? Parece-vos suficientemente credível para substituir José no cartão do cidadão? OK ou KO?

12 comentários :

  1. Da mesma maneira que não vejo Manel a substituir Manuel, não vejo Zé a substituir José. Acho um bocado pateta. Para mim é KO.

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto muito de Zé. Aliás, uma das razões pelas quais demos José como segundo nome ao nosso filho foi precisamente pensar que se ele não gostar do primeiro pode sempre usar o segundo e ser o 'Zé'. Nunca conheci nenhum José de quem não gostasse, são sempre tipos porreiros e engraçados. Mas acho que daí a dar o nome Zé... Não sei. Um José pode ser Zé, já um Zé é só mesmo Zé. Por essa razão, também não gosto de 'Manel'. Mas talvez seja só por me causar estranheza :)

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito mais de José mas Zé parece-me perfeitamente usável só por si.

    ResponderEliminar
  4. KO. definitivamente. José, que tanto adoro e nada de Manel, prefiro Manuel que também tanto adoro.

    ResponderEliminar
  5. KO! As pessoas têm tendência para inventar. Para quê alcunhas e diminutivos se os nomes por si só já são tão bonitos e, supostamente, especiais para cada família? Na minha opinião, José é muito mais bonito do que Zé, assim como Manuel é muito melhor do que Manel. Mas quem fala em José e Manuel, fala também de Beatriz (que foi arruínado por Bia), Margarida passou a Guida, entre muitos outros...sinceramente, se os nomes são escolhidos, é assim que devem ser usados. Não sou totalmente radical neste aspeto, mas é assim que penso.

    ResponderEliminar
  6. Nem Zé, nem Manel. Acho formas erradas de escrever os nomes José e Manuel

    ResponderEliminar
  7. Gosto bastante mais do que Manel... E a Filipa tem razão: todos os Josés que eu conheço dão por Zé!

    ResponderEliminar
  8. Zé é aprovado só como segundo nome, Filipa. Eu não gosto nada, é um diminutivo deve manter-se como tal. No entanto ainda é mais ridículo só dar como segundo nome. Tipo o quê Francisco Zé, João Zé? É meio parvo.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Mas Zé não é permitido apenas em segundo nome??!
    Penso que é essa a condição para o registo...
    Em primeiro nome, Zé Pedro soa bem... mas em segundo nome não Pedro Zé :(
    Lá está pode ser de não estar habituada.
    Mas não de qualquer forma gosta mais do original José, depois tratasse por zé na mesma ;)

    ResponderEliminar
  11. Sim, Zé só pode ser usado como segundo nome, mas essa não era a questão central do post, mas antes perceber se seria bem aceite como nome próprio! :)

    ResponderEliminar
  12. Eu não gosto de José (nem de Manuel, já agora) exactamente porque ninguém chama ninguém assim. Trabalho em escolas, conheço dezenas de Zé e de Manel (ensinaram-me há pouco tempo que os nomes próprios não se usam no plural) e nenhum José ou Manuel, apesar de serem estes os seus nomes. Acho estranho usar o diminutivo como nome mas creio que é apenas uma questão de hábito... Ok!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)