Paz

9.7.15



A etimologia e a popularidade de um nome são aspectos importantes para quem se interessa por nomes mas, para o comum dos mortais, são critérios absolutamente prescindíveis, meras curiosidades que não têm grande influência na escolha de um nome. As escolhas guiam-se muito mais por tradição do que por significados, e por modas, muito mais do que por homenagens a familiares ou a figuras admiráveis. 

Observando o mundo que nos rodeia, a partilha intensa do nosso lifestyle, as mensagens inspiradoras que publicamos a toda a hora, sinto que havia espaço para transportarmos toda esta energia positiva para o nomes. Pensemos, por exemplo, no nome Paz. Enquanto substantivo, tem uma enorme carga emotiva, aspiracional, que transmite muita tranquilidade. Não vejo um único defeito que se lhe possa apontar, não consigo imaginar brincadeiras nem rimas parvas. E se Serena está às portas do top 100, se Vitória agrada tanto, e se nos encantamos por nomes tão pouco tradicionais como Noa ou Íris, acho que podemos encarar Paz como um nome próprio muito agradável!
Em Portugal, é possível registar Paz como primeiro nome, mas não houve quem o fizesse em 2014; contudo, o composto Maria da Paz foi registado em quatro meninas e poderá ser uma opção interessante para os que gostam de Paz, mas que têm receio de ser demasiado simples. Eu acho que parte da sua beleza reside precisamente aí, mas isso é uma questão de gosto!


17 comentários :

  1. Adoro! É dos 3-letrinhas femininos que mais adoro! Era bem capaz de usar, claro que sim, mas como adoro outros muito parecidos fico na dúvida...
    Filipa, estes pares são muito parecidos?

    Luz & Paz (acabam ambos em z)
    Pia & Paz (começam ambos por P)

    E agora o trio:

    Luz, Pia & Paz


    Acabo a dizer que Paz é dos nomes mais perfeitos que conheço! :)

    ResponderEliminar
  2. Gosto de Paz, mas gosto ainda mais de Irene - que tem o mesmo significado :)

    ResponderEliminar
  3. Gosto de Paz mas precisa de bons apelidos. Paz Silva fica estraaanho!

    ResponderEliminar
  4. Não gosto de Maria da Paz mas porque não um Mariana Paz, Filipa Paz, Rita Paz... nunca tinha pensado nestas combinações do nome e sempre associei a Maria da Paz.

    ResponderEliminar
  5. Não percebo para quê o "de" e "da" nestes compostos. Prefiro o composto Maria Paz. Compreendo do "do" quando se tratam de masculinos, como Rosário ou Carmo. Da Paz, da Luz, do Céu soam-me mal.
    Prefiro Maria Paz, Maria Luz, Maria Céu.

    ResponderEliminar
  6. Para anônimo (10 de julho 01:04). Todos os nomes citados necessitam de preposição em vista de denotar religiosidade. Tratam-se de títulos de Nossa Senhora, Mãe de Jesus Cristo, os quais passaram a ser nomes próprios por influência da Igreja Católica. Por isso é que são escritos assim: Maria da Paz, Maria da Luz, Maria do Céu, Maria do Carmo, Maria do Rosário, Maria do Pilar, Maria dos Remédios, Maria de Lurdes, Maria de Fátima e outros adjetivos e substantivos relacionados ao culto mariano. A partir de então tornaram-se conhecidos e, já neste século, muitos pais estão preferindo dissocia-los de religião, ou seja, dispensam as preposições.

    ResponderEliminar
  7. E se por acaso a pessoa não for religiosa? E gostar do nome Maria Paz? Dá para registar sem o "da"? Pois é esse meu o caso. Acho Maria Paz muito mais simples e leve. Maria da Paz já tem toda essa carga religiosa que não gosto nem quero. Não quero ter uma Maria e dizer que ela é da Paz, nem do Céu, nem da Luz. Só quero um composto, de dois nomes, sem dizer que ela é disto ou daquilo.

    ResponderEliminar
  8. Não se zangue que não vale a pena faça o que lhe apetecer na vida. Que tom!

    ResponderEliminar
  9. Zangada, eu? Que tom? Não sabia que conseguia perceber o meu tom pela escrita. Lolololol.
    Muito pindéricos esses nomes com "da" "do"... E aposto que esses pais nem religiosos são para estarem a dizer que as filhas são da Paz.
    Desculpe se a minha opinião o/a incomoda.

    ResponderEliminar
  10. Epítetos da Mãe de Jesus que também são usados SEM PREPOSIÇÃO:

    PAZ - só conheço como nome de família (ex: José de Sousa Paz).
    CARMO - só conheço como nome de família (ex. Luís Oliveira Carmo).
    LUZ - Luz Marina (nome de cantora brasileira), Luz María (nome de novela peruana), Analuz (escrito junto, é o nome da filha da atriz brasileira Isabel Fillardis). O nome Luz também é nome de família.
    PILAR - Pilar Loes Lacerda, é o nome da filha do ator brasileiro Thiago Lacerda.
    VITÓRIA - há muito tempo é usado sem vínculo à religião: Ana Vitória, Vitória Cristina, etc.
    GLÓRIA - em menor escala também é usado: Ana Glória, Glória Maria.

    Já os outros só conheço nomes com uso de preposição, contudo, se não houver impedimento legal no país onde vai ocorrer o registro, qualquer um poderá ser usado dispensando-se a preposição. Logicamente que o bom senso tem de prevalecer, visto que têm origem religiosa, mesmo que a preposição seja dispensada, o vínculo religioso continua implícito, quer queiram ou não.

    Rita Acácia

    ResponderEliminar
  11. Desde quando é que as palavras Paz, Luz, Pilar, Vitória e Glória têm vínculo religioso? Carmo até concordo, as restantes não. Para existir esse vínculo tem de existir o composto Maria da Paz. Sem isso, são nomes literais como Sol, Mar, Lua, Flor. A paz não existe só na religião. Existe para os ateus também, boa?!?!


    ResponderEliminar
  12. Que tom! Já agora pergunto-lhe o que ver de especial no nome Carmo?

    ResponderEliminar
  13. É verdade que alguns destes nomes começaram a ser usados em honra de Nossa Senhora e que, quem está ciente dessas particularidades, fará a associação. Mas, felizmente, as práticas de nomeação não são estáticas e hoje podemos afastar-nos da origem dos nomes sem que isso faça a mínima diferença! :)

    ResponderEliminar
  14. Gosto imenso de Paz, se o utilizasse seria como segundo nome mas não precedido por Maria! É um dos poucos literais que me fazem os olhos brilhar! Gostava que Céu não estivesse sujeito ao registo "do Céu". Se assim não fosse, considerava utilizá-lo também! Ótima publicação, Filipa :)

    ResponderEliminar
  15. Obrigada JR*, também gostei muito de escrever este post! Nos últimos tempos tenho pensado em Celeste, acho que também se enquadra neste tipo de nomes!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)