Melina, Melinda & Melissa

23.6.15


Nos primórdios do blog, um dos nomes mais procurados por aqui era Mel. Na altura, o facto de ser apenas aprovado como nome masculino gerava alguma polémica e, perante a impossibilidade do registo, costumava sugerir o uso de Melissa como alternativa. Em 2009 e 2010, eu ainda não tinha acedido à lista completa de registos em Portugal e estava longe de imaginar que, então, Melissa já tinha ultrapassado os cem registos anuais! Mais: Melissa está no top 100 desde 1996 e, desde essa altura, tem tido resultados muito estáveis em torno do top 70. Em 2014, Melissa ocupava a 61.ª posição do ranking, chegando aos 112 registos. Não é um número brutal [foram registadas 3323 em 24 anos] mas é o suficiente para se ouvir aqui e acolá, fazendo com que o nome perca alguma frescura.

Sabendo que Melissa já não é um  nome surpreendente e sabendo que Amélia é uma das tendências do momento, parece-me altura de voltar atenções para outro nome muito bonito e que ainda é pouco usado em Portugal. Estou a falar de Melina, que foi registado apenas três vezes em 2014!
Quando vi a sugestão da Joana Santos para abordar Melina e Melinda e percebi que nunca tinha feito um post inteiramente dedicado a Melina, nem quis acreditar, porque é um nome de que gosto mesmo muito! Melina é ultra delicado, parece-me moderno e fresco e, ao mesmo tempo, romântico e suave! Adoro, adoro, adoro!
Ao que parece, Melina tem origem no grego Amelina, que também é aprovado em Portugal. No entanto, também se lhe apontam raízes germânicas, a partir de Emmeline. O significado é que deixa um pouco a desejar... "Marmelo amarelo" não é, definitivamente, a coisa mais poética que já ouvi...
Acho que se há um momento certo para usar o nome Melina, esse momento é agora. Para além da referência a Amélia, lembremo-nos também de Valentina, que já está às portas do top 50 e que, como já vimos, está em alta no Brasil, o que costuma reflectir-se por cá!

Quanto a Melinda, também me agrada, mas a terminação em -inda remete-me para nomes que estão fora de moda. Não acho que seja o caso concreto de Melinda, até porque praticamente não tem tradição em Portugal e não o associo a ninguém em particular, mas, face a Melina, não me parece tão encantador.


17 comentários :

  1. Gosto de Melina, vejo-o da mesma forma: romântico, suave, moderno e fresco. A terminação -ina é, para mim, muito moderna e fresca.
    Como detesto Melissa, Melina é uma alternativa mais que viável para o tão desejado diminutivo Mel - que sinceramente já me cansa um pouco, por ser cada vez mais óbvio. Vai acabar como Bia ou Carol.
    Quanto a Melinda, é-me indiferente. Acho bonito mas não gosto por aí além.
    Por ordem de preferência: Melina, Melinda & Melissa.
    Também gosto de Amelina e do diminutivo Ame :)

    ResponderEliminar
  2. Não percebo como é que começou a febre das Mel. Alguma novela?

    ResponderEliminar
  3. Adoro Melina. Estava na minha lista de finalistas para o nome da minha filha...escolhi Mila que também não muito diferente de Melina. Hehe.

    ResponderEliminar
  4. Há quem relacione o nome Melina ao nome Carmela (do hebraico Karmel, "jardim de Deus"), apontando-o como forma reduzida do nome Carmelina que, por sua vez, é forma diminutiva estrangeira de Carmela.

    ResponderEliminar
  5. Não foi novela foi por culpa da filha da Diana Pereira que é Mel, toda a gente quis por igual :D

    ResponderEliminar
  6. Mas a filha dela é só Mel? Mel não é apenas admitido como masculino?

    ResponderEliminar
  7. O nome da filha da Diana Pereira é diminutivo. Cheguei a ler uma entrevista em que dizia que nunca iria revelar o nome da filha pois não gostava nada dele é que só o tinha posto para a chamar de Mel.

    ResponderEliminar
  8. Alguém chegou a deixar um comentário em que afirmava saber de fonte segura que a menina tinha um primeiro nome!

    Telma, só tenho um blog, este mesmo! :D

    ResponderEliminar
  9. Pelo que ouvi dizer o pai da Mel tem dupla nacionalidade

    ResponderEliminar
  10. Achei "marmelo amarelo" muito, muito fofo! :D

    ResponderEliminar
  11. A Diana Pereira sempre fez um enorme segredo porque detesta Maria ... a filha é Maria Mel... acho um disparate, parvoice escolher um nome que não se quer revelar, com vergonha. A filha do Olavo Bilac é Alexandra Mel, e nunca tiveram problemas em dizer.

    ResponderEliminar
  12. Concordo, acho uma parvoíce usarem um nome só porque sim. É no que dá não aceitarem Mel como pelo menos unissexo, depois nascem Marias que têm vergonha de o serem, porque os pais também têm. E é pena, porque Maria Mel é um composto mesmo fofo, exótico!

    ResponderEliminar
  13. Gosto de Melissa! Era uma hipótese à 4 anos atrás. .. mas veio um boy!
    Já Mel. .. é a minha gata com 12 anos!!! Já estava à frente de modas e popularidades nessa altura!! Eheheh

    ResponderEliminar
  14. Uma prima minha é mamãe de 2 meninas, a mais velha de 4 anos chama-se Alice, e a caçula de 2 é Melina, apelidada Mel.

    ResponderEliminar
  15. Nossa que lindo, minha filha chama Melina! Foi a minha mãe que escolheu antes de falecer, sou brasileira e minha mãe também era! Tenho um irmão que foi complicado registar aqui em Portugal por causa do nome, sendo assim minha mãe foi em uma lista de nomes portugueses com a letra M e viu Melina, e deu como sugestão, ela veio a falecer no dia 5 até então não sabemos se era menino ou menina, fiz a eco no dia 9 e foi confirmado que era menina e ficou claro que é Melina! É a única da escola e acham super diferente! Fiquei feliz pelos comentários por acharem um lindo nome!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)