Os leitores, os nomes & a opinião de terceiros

29.4.15


Ontem tentamos perceber como é que os leitores do Nomes e mais Nomes encaravam o seu nome e como reagiam ao factor popularidade e hoje debruçamo-nos sobre a importância atribuída a terceiros no momento da escolha do nome, lembrando que esta é uma análise muito superficial a um inquérito informalíssimo.
Numa primeira abordagem, perguntei quem deveria ser responsável pela escolha do nome: o pai, a mãe ou ambos. Na opinião de 89% dos participantes, a escolha do nome deve recair sobre ambos os progenitores, mas 6% das respostas indicam que essa escolha cabe à mãe. E nem mesmo a família parece ter grande coisa a dizer, já  que 78% dos inquiridos responderam que não deixariam de usar um nome por pressão da família, contra os 17% que afirmaram que deixariam. Perante a possibilidade manter a tradição familiar de passar um nome de geração em geração, as respostas também não deixam margem para dúvidas: 76% dos participantes não o fariam. 





Questionados sobre a importância que atribuem à opinião de terceiros, 21% dos participantes admitem que valorizam muito, contra 3% que não valorizam de todo. 





A verdade é que, a julgar pela avaliação que os participantes fazem do gosto dos amigos, não parece haver grandes motivos para lhes dar ouvidos... 





Mas nem tudo está perdido, porque pelo menos o bom-gosto dos leitores do Nomes e mais Nomes parece estar mais do que garantido! :)





As minhas respostas também vão ao encontro das da maioria: apesar de gostar de perceber como é que as pessoas à minha volta reagem a determinados nomes, a opinião de terceiros não influencia o meu gosto e dificilmente influenciaria as minhas escolhas, a menos que fossem capazes de dar um parecer negativo muito bem sustentado, o que desde logo exclui "porque é feio", "porque a criança vai sofrer bullying", "porque isso não é nome de gente" ou  "porque isso é nome de velho".

2 comentários :

  1. Totalmente de acordo! Tenho os meus gostos e as minhas preferências, tal como outra pessoa terá os seus gostos e as suas preferências. Além disso, se pesquiso muito sobre este assunto, é normal que reflita bastante sobre os prós e contras de cada nome. Por isso dificilmente aceito opiniões de fora, só mesmo quando quero ter uma percepção de como é a aceitação do nome "lá fora"(embora não altere nada).

    ResponderEliminar
  2. Eu, gestante de 24 semanas, brinco com meus amigos: "-Quanto ao nome, aceito sua opinião se ela vier acompanhada de um pacote de Pampers" (Marca de fraldas comum por cá). Já meu marido, se importa bastante com o aceite do nome pelo círculo social... Faz enquetes, abre votação e tudo mais!
    Nosso bebê ainda não tem nome :(

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)