Alda

24.9.14


A minha família é enorme e não há grande repetição de nomes. Para além das habituais irmãs chamadas Marias e primas Anas, repetem-se apenas António, Álvaro e Luísa. Não vou mentir e dizer que adoro todos os nomes mas é inegável que o afecto que me liga aos meus familiares faz com que olhe para os nomes com muito mais doçura e benevolência. Não sei bem dizer se é o caso, mas gosto bastante de Alda, que é o nome de uma das minhas tias mais novas - tem 50 anos e o nome assenta-lhe como uma luva. 
Alda é um nome de origem germânica e significa "velha", mas parece ter-se difundido em Portugal através do francês Aude, que também poderá ter originado Audete. Aliás, a lista de nomes que se relacionam com Alda é extensa: o seu diminutivo originou Aldina e são ainda conhecidas as variantes Aldara e Aldora [que só é permitido em Portugal se for usado como segundo nome]. 
Apesar de ser um nome com alguma tradição no nosso país, a minha tia Alda é a única pessoa que conheço com este nome e, por isso, não o acho "antigo" [a nossa diferença de idades é de 20 anos] mas também não é o típico nome que associo à sua geração e, como tal, também não o acho retro. Até acho que poderia ser um par perfeito para alguns dos nomes que estão agora na moda mas, por norma, quem escolhe um nome muito popular para um primeiro filho, não irá escolher depois um que simplesmente não se regista nos dias de hoje. Ainda assim, enquanto pesquisava sobre ele, encontrei uma referência a uma poetisa angolana chamada Alda Lara e achei uma combinação interessante! Talvez entre Alice e Mafalda seja possível encontrar um espacinho para Alda? 

13 comentários :

  1. Nunca imaginei que você fosse fazer um artigo sobre meu nome... Adorei!
    Sinceramente, apesar de agora gostar de me chamar Alda, não creio que seja um nome que alcance popularidade ou, ao menos, simpatia das pessoas.
    Não sei em que medida aos "maus olhos" a esse nome pode estar relacionada aos milhares de outros nomes cuja terminação é "-alda": Geralda, Ronalda etc.
    Vou falar sobre a minha experiência: só conheci ao longo dos meus trinta e muitos anos duas Aldas da mesma faixa etária que eu. Todas tinham tido nomes em homenagens a parentas mais velhas.
    No meu caso, chamo-me Alda porque o segundo nome da minha mãe é Auda (com essa grafia por culpa de erro do cartório).
    Sempre associo meu nome a senhoras mais velhas e parece ser essa a opinião geral sobre ele. Aliás, é comum as pessoas acharem que eu me chamo Alda Maria, não sei porque razão...
    Pelo menos no Brasil não chega a ser um nome raro ou que cause estranheza, mas, sem dúvida, está muito, muito, muito longe de ser popular.
    Quando mais nova, queria ter um nome mais comum, mas com o passar dos anos passei a gostar da quase exclusividade dele.
    Meu marido diz que estudou quando criança com uma dupla de gêmeas chamadas Alda e Paula e que, desde aquela época, achava Alda um nome distinto. Vai saber se isso é verdade ou apenas uma releitura apaixonada...
    Acho engraçado com muitas vezes ao dizer meu nome o outro interlocutor entende errado: Áurea, Cláudia, Paula, Alba etc.

    ResponderEliminar
  2. É um nome bonito, considero-o elegante, tanto que nunca se popularizou. Conheço uma Alda Maria que é orientadora educacional, e sei da existência de duas empresárias. Atualmente em desuso na minha cidade no Nordeste do Brasil. Quanto à pronúncia, preferimos substituir o som da letra L pelo som "u", que resulta em "auda", que na minha opinião soa bem melhor assim.

    ResponderEliminar
  3. Conheço apenas uma Alda, que tem cerca de 50 anos e é brasileira. Foi a única pessoa que conheci com este nome, mas acho-o bastante interessante e usável!

    ResponderEliminar
  4. Eu conheço uma bebé, nascida há pouco tempo, de nome Alba. E eu, que sou adepta de nomes incomuns, tenho de confessar o meu choque. O que acha, Filipa?

    ResponderEliminar
  5. Dos nomes esquecidos esse é um dos melhores, senão o melhor. Acho que é um nome que só agrada a um público seleto. Parabéns pela escolha!

    ResponderEliminar
  6. Nasceu o bebé da vera kolodzig. Ansiosa à espera de saber o nome. Tem palpites?

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde. Nunca conheci nenhuma Alda; conheci Alba, América e Aida. Mas confesso que não acho graça a nenhum deles.

    Não sei se já leu esta notícia, Filipa, mas achei muito interessante.

    http://crescer.sapo.pt/atualidade/noticias/lista-de-nomes-proprios-mirandeses-pronta-ate-ao-final-do-ano

    ResponderEliminar
  8. o filho do vera kolodzig chama-se Mateus

    ResponderEliminar
  9. Conheço uma Alda com cerca de 55 anos, não desgosto, mas não adoro... Recentemente comecei a achar alguma graça a Aldina (tenho uma tia e uma prima e tive também uma colega na faculdade com este nome) e parece-me mais usável que Alda.

    Mas o nome que adoro mesmo é Aida, gosto imenso :D

    ResponderEliminar
  10. Não é mau, mas prefero Aida (se bem que esse fica estranho com os apelidos, Aida Silva soa a "Ai da Silva!" :P)

    ResponderEliminar
  11. Não consigo adorar Alda, prefiro Olga - penso que se enquadram dentro do mesmo género.

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)