Nomes especiais - India

6.6.14


Não é possível criar uma categoria de Nomes Especiais sem nela incluir India. Como seria de esperar, o nome remete para o país do sul da Ásia e significa "rio grande" ou "mar", graças ao Rio Indus. A História de Portugal entrelaça-se com a da India desde a mítica viagem de Vasco da Gama e a nossa presença por lá estendeu-se por mais de quatrocentos anos. 
Para mim, India é um nome muito exótico - não consigo pensar nele sem o associar à cor e ao aroma das especiarias, tal como à beleza dos trajes. Já aqui vimos uma lista de nomes indianos aprovados em Portugal, mas creio que nenhum deles tem o impacto de India. 
Não estamos na presença de um nome muito popular entre nós [doze registos em 2013, oito em 2012 e treze em 2011] mas isso ainda torna o anagrama de Nídia mais especial. 

35 comentários :

  1. Sem dúvida que é um nome exótico e que é automaticamente associado a todo o misticismo e exotismo que a Índia (país e cultura) tem.

    No entanto, não o colocaria numa filha minha. Não gosto de nomes que remetam para coisas muito concretas, como países ou cidades.

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto de India mas nao usaria porque seria muito estranho para os familiares do meu marido e para ele mesmo dar o nome do pais dele a uma bebe hehe mas para quem gosta de nomes exóticos e diferentes acho uma escolha gira.

    ResponderEliminar
  3. Ja sei que vou ser o cliche terrível mas só consigo associar India à filha da Ana Malhoa. Quando há um nome raro que é utilizado em alguém com o mínimo destaque, automaticamente remeto a minha ideia para essa pré-ocupaçao do nome.

    ResponderEliminar
  4. Demasiado exótico.

    Eu não usaria.

    ResponderEliminar
  5. Acho bonito mas não o escolheria para uma filha minha.
    Primeiro por remeter imediatamente para um determinado país.
    Também há a associação com as índias das tribos.
    Depois por ser imediatamente associado à filha da Ana Malhoa; a criança iria ter sempre essa "alcunha" na escola.
    E por fim, uma das cadelas da Rita Pereira também se chama Índia.
    Por tudo isso, para mim esse é um nome NÃO.
    Mas não deixa de ser bonito.

    ResponderEliminar
  6. Não me lembro do país, não me lembro de especiarias, mas me lembro unicamente de uma mulher de cabelos negros, olhos levemente puxados, cor escura, com muitas pinturas no corpo e que mora em oca ou seja Indígenas, as mulheres indígenas, chamadas de índias. Não colocaria em uma filha minha por ser de origem indígena. Mas para quem gosta de um nome exótico, é uma boa escolha

    ResponderEliminar
  7. Índia, o país, leva acento no primeiro í.
    India, como é permitido no registo, sem acento, lê-se In-dia. Como Indira.
    É a mesma história de Iria.

    ResponderEliminar
  8. Mas quem é que vai escolher India para chamar In-día?!

    ResponderEliminar
  9. Ninguém, se calhar! As pessoas preferem dar erros de português!

    Mas pelo menos depois devem ter o bom senso de explicar à pequena que na escola quando se referir ao país, tem de colocar um acento ou leva um erro no teste de português e menos 1 ponto por cada vez que escrever India! ;)

    ResponderEliminar
  10. Ah e não deixa de ser curioso que em 2013 tenham sido registadas duas Índia - com acento! Terão sido pais com outra nacionalidade, que fizeram questão de escrever correctamente e preferiram ir às burocracias para conseguir um acento? O que não deixa de ser irónico, que para se escrever em Português seja preciso ser-se estrangeiro... Ou então, para o "senhor" do registo, deverá mesmo ler-se In-día!
    Eu só sei que nunca daria um nome mal acentuado a uma filha ou filho meu. Mas cada um sabe de si!

    ResponderEliminar
  11. Esse nome deveria escrever-se Índia (com acento); nunca me passaria pela cabeça escrevê-lo sem o acento.

    ResponderEliminar
  12. Filipa, afinal de contas o nome próprio India [in.día] tem alguma relação com o nome Índia?

    ResponderEliminar
  13. India e Isis. Isis claramente falta-lhe um acento, mas se no catálogo onomástico o senhor Ivo coloca sem acento, é porque decidiu que pode ser. Li algures que ele se baseou no dicionário etimológico de não sei quem, e que essa obra tem uma gralha tipográfica, porque não tem acentos nos ii maiúsculos (Isis, Iris, Italo)... Não sei.


    Alguém me pode confirmar se Andrea se lê de igual forma a Andreia? Sei que antigamente escrevia-se mais Andréa e não Andreia, apesar de se lerem da mesma forma (como se escrevia idéa, diarréa etc.).

    ResponderEliminar
  14. Clarissa, estou com a mesma dúvida. Efetuei pesquisa e encontrei as seguintes informações:
    1) Com referência ao nome do país, Índia, deriva de Indus, que por sua vez é derivado da palavra Hindu, em persa. Ou do sânscrito Sindhu, denominação local para o rio Indus.
    2) Como nome próprio poderá ser:
    2.1- India (sem acento) é uma variante do nome Indira, e a pronúncia é in.día;
    2.2- Índia (pertencente a qualquer um dos povos aborígines das Américas);
    2.3- Intenção de escolher o nome do país para nomear a filha, por razões diversas.
    3) Portanto é uma palavra homógrafa (possui forma gráfica igual ou semelhante, mas que se pronuncia de maneira diferente, possuindo também significados diferentes).

    ResponderEliminar
  15. India ou Índia derivam sempre de Hindu. O nome só se aplica aos aborígenes por causa do equívoco de Cristóvão Colombo.

    Eu respeitei a versão não acentuada porque é assim que aparece na lista do IRN. Se há ou não equívoco, não sei.

    O que sei é que, no início da imprensa, era difícil grafar os acentos nas letras maiúsculas e, por esse motivo, durante muitos anos, as palavras começadas por vogal não eram acentuadas sempre que se verifica a capitular.

    Como já vem sendo hábito, o assunto foge ao meu conhecimento. Mas depois de ler sobre a questão, fico com poucas dúvidas de que India se refere a Índia!

    ResponderEliminar
  16. Entre India e Nídia, prefiro India, sem dúvida. No entanto, não optaria por nenhum.

    Se quisermos ser mais papistas do que o Papa, no passado escrever-se-ia Hindia; com a queda do H, passaria a escrever-se Índia (com acento), para acentuar a sílaba tónica e substituir o H.
    Essa foi a evolução do nome do país - por alguma razão se escreve hinduísmo -.

    Segundo esse critério, o nome deveria ter também o acento (mas como isto de acentuar nomes tem muito que se diga) o seu uso é opcional. Assim como o nome Raul, por exemplo, pode ou não ter o acento.
    De qualquer forma, a pronúncia não altera. Diz-se India e não In-día.

    ResponderEliminar
  17. Para se pronunciar In-día, o nome teria de ser escrito precisamente dessa forma: Indía. Assim como Luísa.
    Luís por exemplo é outro nome complicado de acentos. Há casos de "Luís" e outros de "Luis".

    Portanto, se quisermos discutir sobre a acentuação dos nomes, temos conversa pra muitooo tempo.

    ResponderEliminar
  18. Oh Maria que disparate, vá ter aulas de Português!!!
    Olhe para o seu nome. Está escrito María???? Não!! E por acaso lê-o Mária??? Também não né? Lê Ma-ría... Não é preciso o acento! Valha-me Deus!
    India lê-se In-día, segundo todas as regras gramaticais ATUAIS!
    Se o nome Ásia fosse permitido Asia, vocês liam Ásia? Ou associavam-no logo à azia do estômago?!
    A pronúncia das palavras obedece a regras gramaticais... Quem quiser dizê-las mal, que diga.

    ResponderEliminar
  19. Até pode ser como diz Filipa, mas a falta de acento no BI a mim faria-me confusão e seria um motivo para não escolher o nome. Visualmente faz-me confusão não ter o acento. Tal como não usaria Erica, Iris, Leticia, Vitoria, porque até podia pronunciar como se tivessem acento mas escrito acho que falta qualquer coisa no nome. Só a titulo de curiosidade, eu sou Patrícia, e quando era miúda muitas vezes nas fichas da escola escrevia Patricia. A minha professora ia lá sempre corrigir :P Acho que é por isso que hoje sempre que alguém escreve o meu nome sem acento (e infelizmente é comum) fico passada. Lição tirada!

    ResponderEliminar
  20. Caro anónimo das 18:11, Maria e India nada têm a ver um com outro. A sílaba tónica de Maria é a última e disso não há dúvidas.

    Não sei de que regras actuais é que fala mas olhando para o conjunto de letras que formam a palavra (neste caso substantivo próprio) India nunca indicaria que se lesse In-día, como diz.

    Mas agora parece que há uma nova moda de vir para os blogs "insultar" os comentários das outras pessoas. Acho de uma má-educação incrível.

    ResponderEliminar
  21. Cuidado com a desinformação. Hindia?

    ResponderEliminar
  22. Cara Estela, podia assinar outra vez Maria, não tinha problema. Não a insultei, mas acredite que está enganada em tudo o que diz, desde a sílaba tónica a sei lá mais o quê, porque simplesmente não está a entender como é que que se diz In-día sem precisar de acento. Esta discussão "escrita" não tem sentido, porque não nos entendemos, por isso não vou continuar.
    No entanto, sugiro-lhe que abra a página:
    https://translate.google.com/
    Clique em Português
    e escreva lá:

    India, Índia

    Depois clique no símbolo "Ouvir"

    ResponderEliminar
  23. Olhem, e "Katia", também pronunciam "Ca-tía"? Não sejam tão papistas. Há um século atrás só se colocavam acentos em palavras agudas e todos se entendiam. Nadia ou Nádia, Nuria ou Núria, Fabio ou Fábio, vai dar ao mesmo. Em vez de cortarem letras nas palavras e assim desfigurar-lhes o sentido, família e semelhança com as outras línguas europeias, podiam era acabar com os acentos nas esdrúxulas, mantendo-se a possibilidade de os usar em palavras homografas... Ups, homógrafas, para não me chatearem.

    ResponderEliminar
  24. e uma sugestão, Filipa...
    Contactos não perde o "c" com o acordo ortográfico. Acho que ficaria melhor "Contactos e Info", mas o blog não é meu. ;)

    Saudações!

    ResponderEliminar
  25. Katia é grafia estrangeira, pronuncia-se da mesma forma que Cátia. Há muito tempo que existe um acordo ortográfico que deve ser obedecido.

    ResponderEliminar
  26. Pronuncia-se Katia da mesma forma que o nome Cátia. Existe um acordo ortográfico que deve ser obedecido.

    ResponderEliminar
  27. o que é que o macacordo hortográfico tem que ver com a pronúncia de Katia?

    ResponderEliminar
  28. E que saiba ainda estamos num período de transição... E só obedece depois disso quem quer ou é obrigado profissionalmente, olha que está, mandar em como a pessoa escreve na esfera privada...

    ResponderEliminar
  29. E que saiba ainda estamos num período de transição... E só obedece depois disso quem quer ou é obrigado profissionalmente, olha que está, mandar em como a pessoa escreve na esfera privada...

    ResponderEliminar
  30. Os nomes próprios seguem as mesmas regras que os nomes em geral, desde sempre... A transição é somente para os países se habituarem com outras mudanças.

    ResponderEliminar
  31. Só existe o português como idioma oficial. Não usa a Língua Portuguesa na privacidade de sua esfera?

    ResponderEliminar
  32. A Língua Portuguesa é bastante complexa, um português sabe que Fabio é Fábio, que India é Índia, etc, porque um português aprendeu a falar antes de aprender a escrever.
    Experimente ensinar a língua portuguesa a um estrangeiro sem colocar acentos nas palavras, e verá a razão de há um século para cá terem acentuado as palavras que precisam de ser acentuadas...

    Não entendo esta discussão!
    Índia leva acento - facto! A partir daí nada mais há a dizer!!!

    ResponderEliminar
  33. Sem duvida, um nome especial, e para o escolher há que ter mente aberta e coragem (para enfrentar o preconceito). Eu gosto do nome,mas sem o acento!

    Regras são regras, mas eu acho que a maior parte das pessoas não gosta de nomes com acentos(eu incluída)...Alias conta se com os dedos de uma mão os nomes masculinos e femininos, com acentos, nos respetivos tops 20. Aos meus olhos, acaba por "estragar" visualmente o nome.

    ResponderEliminar
  34. Contacto perde o C sim segundo a nova forma ortográfica. Todo o nome com c ou p exemplo Óptimo e Contacto perde o C sim

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)