Nomes de irmãos com as mesma inicias

3.6.14


Nesta coisa dos nomes, é raro utilizarmos a palavra consenso e até determinados aspectos que parecem insignificantes conseguem originar debates acalorados. Costumo divertir-me imenso quando leio sobre o uso da mesma inicial para os irmãos, porque os argumentos não costumam passar muito de "acho super giro" e "acho super parolo". Aliás, o único argumento até agora que me pareceu relevante foi o de alguém que referiu aqui no blog que quando se opta por marcar as coisas das crianças com iniciais, a partilha da mesma inicial pode criar confusão. De resto, acho apenas que é uma questão de gosto e não consigo retirar daí grandes conclusões quanto ao nível de pedantismo ou deselegância de alguém - mas estou aberta a explicações!
Mas hoje a questão central não é essa. Imaginem que optaram por usar a mesma letra nos primeiros filhos e que, com a chegada de um novo bebé, não há mais nenhum nome começado por essa letra que vos encha as medidas. Optariam por escolher um nome que considerassem mais bonito mas que começasse por outra inicial, ou optariam por um menos interessante, a bem da harmonia do conjunto? 

47 comentários :

  1. Eu optaria por um nome com uma inicial diferente. Nao escolheria um nome so porque começa por determinada letra se nao gostasse mesmo do nome. Mas respeito quem o faz, cada um faz o que bem entender. Acho piada a quem usa as mesmas iniciais mas eu nao o faria, gosto mais de nomes para irmãos que sejam do mesmo género em vez de começarem pela mesma letra.
    Já agora Filipa, e um post sobre quando a primeira letra se repete no primeiro e ultimo nome. Tipo Sandra Soares por exemplo. Nao me lembro se isto já foi discutido. O último nome do meu marido começa por S e acontece que muitos dos nomes que gosto começam por S também...

    ResponderEliminar
  2. Quem gosta dessa ideia, logo na escolha do nome do primeiro filho devia pensar nisso. Será que há mais nomes de que gosto com esta letra para os próximos filhos? Consoante o nº de filhos que pretende ter.
    De qualquer forma claro que eu nunca escolheria um nome que não gostasse o suficiente só para seguir a "tradição". Escolheria com outra inicial, e não vejo problemas!

    ResponderEliminar
  3. Eu até acho piada aos nomes começarem com a mesma inicial..mas nunca usaria um nome que não gostasse muito para dar continuidade..

    ResponderEliminar
  4. Também não sou das que escolheu nomes com a mesma letra (no entanto, e não é gozo, tive 5 cães simultaneamente na infância, todos começados por T propositadamente..os dois primeiros foi sem querer, e os que se seguiram foi pela piada. Já quando só existiam dois, tivemos mais um cão e foi com outra letra...se ainda existissem os 5 nessa altura creio que teria sido escolhido por T também o do sexto :p
    E portanto acho que com os filos eu seria um pouco igual (sem qq sarcasmo), se ao 2º ou 3º filho não encontrasse um nome que me agradasse com a mesma inicial, escolheria com outra e desistiria da historia da primeira letra. No entanto, se fosse já o 4º ou 5º, e todos para trás a partilhassem, creio que já seria um número gordo o suficiente para o manter a tradiçao da inicial se sobrepôr ao gosto, e talvez sim escolhesse um que me agradasse um pouco menos, afinal já eram 3 irmaos contra 1.

    Portanto, entendo a Cóco (creio que foi o 4º filho dela que lhe recordou esta situação) e para mim aqui o numero de filhos justifica a opiniao.

    ResponderEliminar
  5. Sei que o tema vem a propósito da Cocó na Fralda, pelo que já vi, ela já recusou Matias. Se calhar ela vai mesmo escolher um nome que não adora só para manter e deve ser Miguel.
    Eu seria incapaz. Esqueceria a inicial.
    Conheço de perto um caso parecido, mas são só 3 filhos, no entanto acho que ainda é "pior" porque os nomes dos primeiros dois filhos partilham as primeiras 3 letras e o do 3º é diferente.
    Os primeiros dois são Matias e Matilde, e depois veio mais um menino e como os pais não gostavam de nenhum com M ficou José Maria a.k.a. "Zé Maria". Eu acho que ficou muito bem e no caso da Cocó também ficaria, Manel, Martim, Madalena e Zé Maria. O M continua lá!

    ResponderEliminar
  6. Não usaria um nome que não gostasse. Neste caso, a fim de justificar a escolha, poderia ser um nome que fosse tradição na família. Conheço um caso no qual a pessoa cujo nome inicia por letra diferente da escolhida para os irmãos, vive a implicar com os pais.

    ResponderEliminar
  7. Acredito Jessene! Pode mesmo sentir-se o "patinho feio". Ainda mais sendo o último filho! Seria um pouco chato, mas manteria a inicial, tentaria gostar de algum nome, ver os significados para ver se algum me "chamaria".

    ResponderEliminar
  8. No meu caso, o meu marido já tinha um filho do primeiro casamento, chamado David.
    Quando eu engravidei, de gémeos, começámos a pensar em nomes. Um dos nomes escolhidos foi Diogo, porque é um nome de que gostamos bastante. O outro ainda não tínhamos a certeza até que surgiu, por brincadeira, a ideia de lhe chamar Duarte e ficarem os 3D. Achei que até era uma ideia gira, termos 3 rapazes com D, e a alcunha deles ficou essa mesmo, 3D, como os filmes. LOL
    Mas antes de decidirmos que o bebé ainda sem nome seria Duarte falei logo com o meu marido e combinámos que se tivéssemos mais filhos os nomes não teriam nada a ver com D. Tinha piada serem os 3 com D mas mais do que isso, não.
    E então, quando engravidei pela segunda vez, desta feita de gémeas (sim, duas gravidezes, dois pares de gémeos), os nomes que escolhemos nada têm a ver com D. São a Eva e a Laura.

    Conclusão, não acho nem bem nem mal os nomes começados pelas mesmas letras. Acho que vai do gosto de cada um.
    Mas mais importante do que isso, acho que os nomes escolhidos devem ter algum simbolismo e alguma ligação com os pais. Ter uma razão para escolher determinado nome. Ter uma história para contar sobre a escolha do nome. E não ser só "ah era o nome que havia".

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Nunca tinha parado para pensar realmente sobre a escolha de nomes de filhos com a mesma inicial... Por acaso, vi falarem sobre isto neste blog mesmo. Para mim, não é nada importante, não tem um significado objetivo.
    Tenho é uma tendência a procurar pares de nomes(para eventuais grupos de irmãos) de mesmo estilo/gênero/categoria/tema (o que pode ser uma "tarefa" meio complicada, vez que frequentemente gosto de nomes muito diferentes entre si)... Contudo, penso que jamais deixaria de usar um nome de que gosto, ou ignoraria um nome querido/predileto para poder usar outro que atenda a este ou àquele critério de que cogitei como "ideal" (para fazer "pares" harmônicos, por exemplo)...

    ResponderEliminar
  12. Já vi falarem que há nomes de irmãos com mesma inicial que parecem o que chamamos aqui de "pares de vasos"...
    Em alguns casos, acho que até podem soar engraçados, se ditos juntos...
    =D Mas, como disseram, questão de gosto mesmo... Não acho nada nem remotamente grave ou que conduziria inevitavelmente a uma "deselegância", apenas por serem nomes de mesma inicial...

    ResponderEliminar
  13. Bom, meu nome tem a mesma inicial que meu irmão, que por título de curiosidade, fui eu quem escolheu. Porém eu escolhi porque minha mãe disse que tinha que começar com L e ser bíblico, o primeiro que passou na minha cabeça foi Lucas, coloquei o nome dele quando tinha 6 anos. Mas sobre o assunto, eu não colocaria nomes com a mesma letra nos meus filhos, só se for desproposital. Por exemplo eu amo nomes começados com A e com M, mas acho que propositalmente nunca colocaria o nome que comece com A se eu já tivesse um filho com nome que comece com A ou com M se eu já tiver um filho com nome com inicial M.

    ResponderEliminar
  14. É muito brega, sem mais.

    ResponderEliminar
  15. Mas as crianças pertencem a uma seita ou coisa que o valha? Peço desculpa, mas acho uma parolada total.

    ResponderEliminar
  16. Há pais que vão mais longe!Conheço dois irmãos que se chamam Carlos e Carla...

    ResponderEliminar
  17. É uma ideia errada pensar que por partilharem partes do código genético tem que partilhar ainda as iniciais do nome, a forma de vestir, os gostos, etc... Respeito quem opta por colocar nomes com as mesmas iniciais, mas para mim esse não é um critério. Optaria, antes, por dois nomes de que goste, que me digam algo. Parece-me, ainda, que quem o faz já tem essa ideia. Por isso deve ter isso em conta logo no primeiro para depois não se ver na situação de colocar outro nome do qual não gosta.

    Como alguém já referiu preocupa-me mais escolher dois nomes que compartam estilo - o que não é nada fácil...

    ResponderEliminar
  18. Uma vez mais, é uma situação que não me choca nada, especialmente se os nomes forem todos bonitos e distintos entre si. A ser sincera, até me passa um pouco ao lado, se calhar é porque não uso as minhas iniciais para quase nada, e nunca fui a F. em lado nenhum :)

    No caso concreto da Sónia, até entendo que, já tendo um Manuel, Miguel não seja tão apelativo, por terem a mesma terminação - lá está, faz-me mais confusão isto do que a primeira letra igual! - mas
    se bem entendi o que ela escreveu há uns dias, a opção parece passar por Mateus
    "Martim já tenho um. Mas se não for Mateus o que pode ser?"

    ResponderEliminar
  19. A mim também não me choca nada.

    Conheço uma família em que tanto os nomes dos pais como os dos filhos começam por R. Se eles gostam, quem sou eu para criticar.
    Porque podemos não gostar mas não podemos criticar.

    Geralmente nos gémeos ainda há muita tendência de usar nomes com a mesma letra e nunca ouvi pessoas a dizer que é uma parolada ou que pertencem a seitas, como já li nalguns comentários, aqui. Enfim. São irmãos na mesma.

    Já agora aproveito para dizer que a Princesa Charlene do Mónaco está grávida.
    Filipa, podemos começar a pensar em nomes para o futuro rebento dos príncipes do Mónaco.

    ResponderEliminar
  20. Miguel rima com Manel e Matias parece que há um cão com esse nome perto dela e está fora de questão! E acho que ela só hesita com Mateus por ser igual ao da Pipoca, mas acabará por ser por não ter opções!! Infelizmente. Duas bloggers com Mateus, vão arruinar o nome!

    ResponderEliminar
  21. A Cocó só faz esses post sobre não haver mais nomes com M para se justificar quando anunciar que será Mateus, para dizer que mais nenhum servia, que o resto era tudo feio, e que não copiou da Pipoca. É que elas duas agora não se dão.
    O que é uma grande treta, porque há mais, há pelo menos uma dúzia de nomes com M aceitáveis, como ela quer! Não entendo, o drama que está a fazer...
    Marco
    Marcelo
    Mário
    Márcio
    Marcos
    Mateus
    Matias
    Mauro
    Miguel
    Micael
    Moisés

    ...Mas claro, ela só viu o Melquisedeque!

    Quanto a usar a mesma inicial com os filhos todos, não acho bem nem mal, é ao gosto de cada um, só não é preciso fazer disso um circo.
    Conhece aquela família americana, são 20 filhos, todos começam por J! The Duggar family.

    ResponderEliminar
  22. Anónimo das 19:40, por acaso já ouvi falar dessa família americana. O nome do último filho que tiveram até foi escolhido pela população (mais um circo lol), porque a família já não sabia que mais nomes com J dar. E fizeram uma votação para escolher o nome. Realmente, escolher 20 nomes com J não é tarefa fácil. LOL

    Não tenho acompanhado essa história da Cocó por isso não posso falar. Mas, pelo que entendi dos comentários, se ela quer continuar com os Ms vai ter de escolher um nome de que não gosta...será que é a melhor opção? Não me parece...
    E escolher o mesmo nome que uma amiga (ou ex-amiga) já escolheu parece-me, no mínimo, mau.
    Mas ela lá saberá.


    http://umaestrelanosapato.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  23. Mas como não se dão?!! Conta conta conta!!!

    ResponderEliminar
  24. Não tenho nada contra nem a favor a usar a mesma inicial nos filhos, sou um bocado sem opinião sobre isso. Parece-me muito pior outros casos que conheço. Por exemplo, duas irmãs: Ana Rita e Ana Margarida, a Rita e a Margarida. Ana Sofia e Ana Carolina, a Sofia e a Carolina. Têm o mesmo nome para depois nem sequer ser usado. Ou então, duas irmãs: Joana Carolina e Carolina. Ou dois irmãos: Ana Filipa e Andre Filipe. Isto parece-me bem pior...

    ResponderEliminar
  25. Não tenho opinião, nem favorável, nem desfavorável acerca das mesmas iniciais, em irmãos. Aquilo que me causa uma certa angústia é os nomes serem muito parecidos ou com terminações iguais. Só porque acho falta de imaginação. Conheço um casal com 3 filhas: Milene, Marlene e Mariline. Parecem-me muito parecidos!
    Já na polémica do nome começado por M da blogger, acho que existem muitos nomes masculinos começados por M, sem ser Martim e Mateus. Marcelo e Murilo têm imenso potencial.

    ResponderEliminar
  26. Bom, eu vejo com desagrado essa ideia de irmãos terem os nomes começados com a mesma letra, assim como, nomes "dentro do mesmo estilo" obrigatoriamente, acho que é daí que surgem os preconceitos (de nomes ricos e pobres)...
    Nunca me passaria pela cabeça aconselhar alguém a optar por um nome que não lhe diz nada apenas para "ficar bem" ou para "soar" melhor, porque é tradição. MAS cada um é livre, todos temos pontos de vista diferentes, e este é o meu :)

    ResponderEliminar
  27. Volto a frisar que não me faz qualquer especie os irmãos partilharem as iniciais... mas daí a escolher um nome do qual não gosto muito só para respeitar esse critério, não!

    Também concordo que a similitude - quer seja por terminação identica ou proximidade ortográfica e sonora - na minha opinião não são boas opções.

    Mas aos seus cada um é livre de nomear como quiser. Afinal nomear é tornar "nosso".

    ResponderEliminar
  28. Os irmãos não têm de partilhar a mesma inicial mas se assim os pais o quiserem, porque não? Desde que sejam nomes distintos!

    Um Miguel e uma Madalena ou um Mauteus partilham a mesma inicial sem serem demasiado idênticos. Acho pior uma Lara e uma Mara serem irmãs (e neste caso não partilham a inicial), ou como o caso de um ator português que as filhas se chamam Chloe e Zoe.

    São os pais que escolhem os nomes dos filhos e por isso mesmo é normal que tenham um estilo de nomes preferido. É mais fácil encontrarmos uma Tatiana irmã de uma Vanessa do que um Tatiana irmã de uma Carlota, por exemplo.

    Mas respondendo à pergunta... Se estivesse nessa situação procuraria um nome que gostasse e esqueceria a inicial, apesar de compreender que mais tarde seja deficil explicar ao mais nome que é "diferente" dos irmãos, mas a vida é assim!

    ResponderEliminar
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  30. Qual é o nome que fica melhor com Matias: Margarida, Madalena ou Melissa

    ResponderEliminar
  31. Catarina, eu acho que fica melhor Margarida. Mas eu sou suspeita, adoro Maragarida!

    ResponderEliminar
  32. Não me choca absolutamente nada irmãos com a mesma inicial. Chica me mais como ja disseram os nomes muito parecidos. Quanto a escolher um nome que goste menos para seguir a tradição já não concordo. E dar um nome por dar...

    ResponderEliminar
  33. Não me choca, embora às vezes de facto não me pareça muito elegante.

    Já conheci famílias que escolhem os nomes dos primeiros filhos aos pares - Bruno e Bruna, por exemplo - e depois vem um terceiro filho.... ups! Ficou a Bárbara.

    ResponderEliminar
  34. Uma amiga minha conta que, na casa do marido de uma de suas tias, todos os seus irmãos tinham a inicial A...

    Arminda, Andréa, Adriana, Aroldo.. e José de Alencar (porque estavam morrendo todos os filhos, e ela achou que fosse por causa da letra)...

    Pensa só...

    ResponderEliminar
  35. Catarina, na minha opinião, Madalena & Margarida ficam muito bem, Melissa já me parece de outro estilo...

    ResponderEliminar
  36. A minha irmã, o meu cunhado e os seus dois filhos têm todos o nome a começar pela mesma letra.
    O nome dos filhos foi escolhido com esse critério: começarem pela mm letra do nome dos pais.
    O meu marido acha um critério sem sentido, eu acho giro.
    Até facilita, se pensarmos que filtra a lista de nomes disponíveis.

    A não ser que estivesse em causa só sobrarem nomes horrorosos, acho que manteria o mesmo critério.
    Até porque o nome que hoje achamos "menos interessante" pode ser aquele que amanhã gostamos mais.

    ResponderEliminar
  37. Para os pais, cujo critério de escolha de nomes é a letra inicial, faz-se necessário eleger uma letra que proporcione uma infinidade de opções, até porque influi a opinião do pai e da mãe. Há várias letras que para mim não seriam uma boa opção, por ex. B, O, Q, U, X, Z e também K, W, Y. Esses cuidados evitarão surpresa desagradável, sobretudo para criança.

    ResponderEliminar
  38. Conheço duas gémeas com o nome começado pela mesma letra: Marta e Mariana

    ResponderEliminar
  39. Como eu tinha dito, a Cocó terá um rapaz e será Mateus... basta ver o vídeo que publicou da filha a dizer que é Mateus... toda a conversa de não haver mais nomes com M, foi só para justificar a escolha do nome igual ao filho da Pipoca Mais Doce, como calculei logo de inicio.

    ResponderEliminar
  40. Se elas são amigas é uma situação super chata...

    ResponderEliminar
  41. Eu quero um nome que combina com meu nome e do meu marido os nome são PALOMA e GILDENILSON

    ResponderEliminar
  42. Queria uma junção de nome
    Edy e Celina

    ResponderEliminar
  43. Boa tarde Filipa! Andei à procura de um post destes, porque tinha a certeza que já tinha escrito algo do género.
    Sinceramente, não sou contra nem a favor de nomes iniciados pela mesma letra. Aliás, eu até gosto, desde que seja 2 ou 3 filhos, porque depois torna-se bastante previsível. Cá em casa, por exemplo, temos o Salvador & Sofia (coincidência), mas se engravidar novamente, não terá um nome iniciado por S, por mais nenhum me agradar.
    Na minha opinião, é preferível irmãos com nomes iniciados com a mesma letra do que, por exemplo, com terminações iguais (Manuel & Miguel ou Gabriela & Isabela). Ou então, nomes que apenas variam no género (Paulo & Paula / Máxima & Máximo).
    Sigo um blogue que gosto muito, onde existem três C's: Carlota, Concha & Caetana - considero três nomes muito bonitos e que juntos soam muito bem uns com os outros. A própria Ana já disse que os nomes das mais velhas não foi propositado, mas a mais nova sim. Aliás, se tivesse outra filha, seria Pilar. Não seria outra C!
    Uma amiga minha tem 4 filhas e em vez de iniciarem todas com a mesma letra, estão divididas por pares: Margarida, Constança, Maria & Carolina, sendo que apenas o último foi propositado.
    Mais uma vez, penso que depende de pessoa para pessoa e os que são contra não convencem ninguém com argumentos do género "é uma parolada total!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em absoluto com a ideia de que a inicial repetida me parece inofensiva face a uma terminação igual :D

      Eliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)