Nomes infantis vs Nomes pesados

14.4.14


Tendo que escolher uma das opções, qual vos parece pior: ser um adulto com um nome infantil ou ser uma criança com um nome pesado? 

19 comentários :

  1. Tendo em conta que somos adultos a maior parte da vida, e a infância é mais curta, é pior ser um adulto com um nome infantil.
    Um nome pesado numa criança pode sempre ser transformado num diminutivo, já um nome infantil num adulto não tem como dar a volta.

    ResponderEliminar
  2. Nome pesado numa criança...

    viagemdoceviagem.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Concordo com a Mary. Apesar de isto ser muito subjectivo e de depender dos nomes de que estamos a falar, no geral diria que é menos 'problemático' uma criança ter um nome pesado porque pode sempre ser tratada por um diminutivo, e o nome deixa de ser pesado na idade adulta. Um nome infantil será sempre um nome infantil.

    ResponderEliminar
  4. É pior ser um adulto com um nome infantil. Em primeiro lugar, por aquilo que a Mary já explicou; em segundo, porque eu acho que as crianças não sabem o que é um "nome pesado" (os nomes são considerados pesados pelos adultos, não pelas outras crianças), tal como não têm a noção da raridade de um nome. Por exemplo, na minha turma da primária tinha um Hugo, um Vasco e um Bernardo (que não são nomes raros, mas pelo menos, há quase 20 anos, também não estavam nos tops dos tops) e se na altura me perguntassem diria que eram nomes super banais! Se tivesse uma Agustina era a mesma coisa, como é que eu, do alto da minha meia dúzia de anos, ia achar que era um nome muito invulgar e pesado para uma criança?

    ResponderEliminar
  5. E o que são nomes infantis?!?!
    Pesados sei que são os nomes mais antigos, ou em desuso, os tais nomes de velha como algumas pessoas os classificam...
    Infantis... tirando os óbvios que terminam em -inho/a, e o famoso Carlota....quais são os outros?
    Seria interessante fazer uma lista de nomes pesados/infantis, já agora!!

    ResponderEliminar
  6. Concordo com as opiniões da Mary e da Infinitiva.
    E os nomes que hoje consideramos pesados poderão também, facilmente, passar a nomes de topo! Há 30 anos Mariana era nome de avó...quando a minha mãe o escolheu para mim todos torceram o nariz por ser nome de velha. Hoje em dia é um nome comum, aliás, nome de menina e não de senhora!

    ResponderEliminar
  7. O pior é ser adulto com um nome infantil... A criança é criança durante muito pouco tempo. Por isso é que não compreendo quando as pessoas comentam : " X nome ?" aiii que horror... é um nome tão pesado/sério para uma criança...pobre coitado/a " :D

    ResponderEliminar
  8. Não citei nomes para que cada um pudesse pensar por si nos nomes que acha infantis e nos que acha pesados, já que me parece que são categorias muito pessoais. Por exemplo, não considero Carlota nada infantil, pelo contrário! :)

    ResponderEliminar
  9. Para mim é, porque parece-me uma forma infantil do nome Carla, e lembra-me logo a boneca Carlota cambalhota! Definitivamente é infantil para mim..
    Também acho infantil:
    Mafalda
    Mia
    Bia
    Nancy
    Gil
    Edi

    ResponderEliminar
  10. Lá está, é muito pessoal - eu não conheço a Carlota cambalhota e a primeira associação que faço ao ouvir Carlota é Carlota Joaquina, uma personalidade fascinante e muito adulta :)

    ResponderEliminar
  11. Uma criança com um nome pesado.

    ResponderEliminar
  12. Nome infantil:Anita
    Nome pesado:Caetano/a,Maria da Conceiçao,da Luz,da Graça,etc.
    Muito pior a primeira situação!

    ResponderEliminar
  13. Claro que é pior um adulto com nome infantil.
    Uma criança ter um nome pesado não a irá prejudicar em nada de relevante, como já disseram as outras crianças nem reparam, só os adultos vão reparar e para além disso nada de mais acontece. Essa criança carrega um nome pesado e nem se apercebe disso, e em adulta lhe vai assentar que nem uma luva.
    Mas um adulto com um nome infantil pode até prejudica-lo na procura de emprego. Já imaginou uma Clarinha procurar emprego como Agente ou Juíza? Pode ter a certeza que em algum lugar a vão excluir por causa do nome. Talvez ela só consiga emprego como Educadora de Infância! Fala-se muito dos nomes na escola, se vão gozar ou não, mas o pior é depois. O nome tem mais "peso" na nossa vida profissional do que imaginamos, quando olham para um CV, a primeira coisa que vêem é o nome!

    ResponderEliminar
  14. Eu prefiro os aqui designados nomes pesados...

    ResponderEliminar
  15. Não posso negar meu nome... Como as Sonias, as Joanas, as Rosanas... Sendo que na escola, quando criança, tinham umas 10 Euricas, 5 Leopoldos, 5 Camilos...

    ResponderEliminar
  16. Um nome muito infantil pode ser mais prejudicial, pois é se criança menos tempo. Mas depende muito do nome. Eu acho o nome Nuno infantil, parece uma brincadeira de sons, Jaime também é infantil. Mas considero estes dois casos de nomes que associo a crianças, mas que não são prejudiciais a adultos. Cloe, Mia, Mel, Noa são nomes infantis que são dificeis de "crescer" com a pessoa. Mas este assunto é dificil de debater, pois tem a ver com as percepções pessoais de cada nome.

    ResponderEliminar
  17. Os nomes Valentina e Isadora, por exemplo, estão na moda na minha cidade. Tenho avó Isadora e esta, por sua vez, tem prima Valentina. Meus amigos se divertem com essa situação! Porém temos amiga que foi homenageada com o nome da avó Eudóxia, mas neste caso ninguém acho divertido, e todos a chamam de Euda.

    ResponderEliminar
  18. * ... a avó é que foi homenageada.

    ResponderEliminar
  19. Em primeiro lugar, olá!
    Acredito que o jeito mais fácil de decidir o que fica mais inoportuno seria pensar no seu filho mais velho com alguma dessas profissões que dão um título ao profissional, e então ver se o nome seria plausível para um adulto.

    Por exemplo: Doutora Carlota... Estranho não? Mas se colocarmos Doutora Eduarda por exemplo...
    Doutora Nancy
    Delegado Nuno fica quase sem peso e soa sem pulso. Mas Delegado Alexandre (quase O Grande, viram?).

    Foi assim que decidi os nomes que pretendo dar aos meus filhos...

    Enma para uma menina (de origem japonesa, significa juiz)
    Dante para um rapaz (este vindo do game Devil May Cry mesmo, a pedido do meu esposo que é fã da série, para além dos inúmeros significados que esse nome possui).

    Dante e Enma para crianças são pesados, mas adultos vão sustentar pessoas que causarão impacto ao serem nomeadas em qualquer lugar.

    E mesmo que meus filhos não venham a ser doutores ou nenhum dos cargos supracitados, seus nomes não passarão impressões infantis a ninguém ^^

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)