Jacob & Sophia são os nomes mais populares nos EUA

14.5.12

E a lista de nomes mais populares nos EUA durante o ano de 2011 já está disponível e pode ser consultada aqui. Durante os próximos dias, as bloggers norte-americanas vão certamente fazer análises muito interessantes e eu vou deixando os os links para quem quiser consultar. Tal como o Nameberry já tinha anunciado, os vencedores são Jacob e Sophia. É de realçar, contudo, o grande salto que o nome Mason deu: passou de 12.º para 2.º e pelos vistos é influência da socialite Kourtney Kardashian, que está novamnte grávida. Já estou em pulgas para saber qual será o nome escolhido desta vez! 
Não é provável que a lista masculina tenha grande influência em Portugal, mas a lista feminina é bem interessante! 

19 comentários :

  1. Muito sinceramente se tivesse um filho/filha agora esta lista, toda ela, era uma inspiração. Adoro todos os nomes, LINDOS :)

    ResponderEliminar
  2. Esse link mostra o Top de 2010.
    Gosto muito de um nome que lá está: Nevaeh, é o único que não conhecia e o único que acho diferente. É Heaven ao contrário...Muito giro.
    De resto, top 2011 sinceramente não me surpreende muito, os mesmos nomes de sempre, já estão como nós cá, não mudam grande coisa, a nós agrada-nos porque são diferentes, mas eles lá devem achar repetitivo.

    O Top 100 ou 200 é capaz de ser mais interessante (tal como cá)

    ResponderEliminar
  3. Masculinos gosto de:
    1. David
    2. Ryan
    3. Aiden
    4. Jacob
    5. Jayden

    e femininos:
    1. Leah
    2. Chloe
    3. Hailey/Alyssa
    4. Hannah
    5. Alexis

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito de Sophia, agora Jacob, valha-me deus.. Nã' gosto nada.. =/ E fiquei mesmo surpreendida por ficar em 1º, devo viver um pouco no mundo à parte. Acho que o ligo muito à religião, e isso não me agrada nadinha..

    ResponderEliminar
  5. Jacob é mesmo um nome q não me agrada nada, Sophia tá ficando tão comum q não me interessa mais :)

    ResponderEliminar
  6. O que eu acho incrível é Sophia estar em 1º lugar e Sofia em 19º. Se formos a ver bem a força do nome ainda é maior que os dados referentes ao primeiro lugar.

    Em relação a Jacob acho que resulta melhor em inglês. E sinceramente não sei se eles lhes dão uma carga tão religiosa como nós. Por exemplo, para mim David já há muito tempo que deixou de ser um nome religioso e a verdade é que é dos nomes mais bíblicos que há. Como por exemplo no feminino Raquel.

    ResponderEliminar
  7. Fui ver com maior detalhe a lista do top 100 feminino e masculino. E escolhi ver em % do total de nascimentos. Eu acho que tendemos a não valorizar isto, mas por exemplo Jacob que foi o nome mais escolhido representa pouco mais de 1% dos nascimentos.

    Acho que é muito interessante verificar que nos USA como na Suécia (ver um post qualquer antigo) o nomes mais utilizados representam uma percentagem baixa do total de nascimento o mesmo que não acontece cá.

    Já agora ontem conheci uma rapariga com dois gémeos, o Manuel e o Francisco. Gostei muito do conjunto, acho que consegue ser muito chique e muito popular ao mesmo tempo :)

    ResponderEliminar
  8. Eu gosto de Jacob, e também acho que eles não devem sequer pensar no nome como religioso, nós pensamos em Tiago (versão portuguesa de Jacob) como religioso? Eu não.
    Mais de metade dos nomes da lista masculina são religisos (biblicos). Já a feminina tem muito poucos.

    Os meus preferidos são Matthew, Benjamin, Olivia, Isabella e Grace.

    Não gosto nadaaaa de Brooklyn! Até pensei que fosse nome masculino...muito feio :S

    ResponderEliminar
  9. A lista feminina está inundada de nomes que são masculinos de origem: Alexis, Ashley, Taylor, Avery, Aubrey, Morgan, Bailey, Peyton, Riley, Kennedy, Mackenzie, Sydney, Evelyn, Jocelyn, Harper, enfim. Ridiculo.

    ResponderEliminar
  10. Eu associo Jacob directamente à religião porque tenho ideia de haver uma altura na missa, pelo menos na paróquia que eu frequentava, que se dizia sempre " (...) filho de Jacob". Para mim é imediato, vem-me logo isso à cabeça ;) E desculpem a minha imprecisão, frequentei a igreja semanalmente durante muitos anos mas deixei de o fazer, de modo que já não me recordo bem.. Mas essa passagem ficou-me no ouvido..

    Já agora, Raquel também está ligado à igreja?

    ResponderEliminar
  11. Sim, Raquel e Sara. Se formos a ver bem o assunto Maria então é um nome fortíssimo religiosamente falando. Mas a popularidade também nos leva a habituarmo-nos aos nomes e a associá-los a pessoas "reais" que vamos conhecendo e não tanto à raiz bíblica, por exemplo.

    ResponderEliminar
  12. Huumm.. Será por isso que a minha prima nascida no dia de Natal é Raquel (Filipa, e não Maria)? Nunca tal me tinha ocorrido. Mas também é assunto que me passa um pouco ao lado..

    ResponderEliminar
  13. Pormenores já não sei :p
    José e Maria são nomes associados facilmente à religião mas que são tão populares que se esquece isso.
    Mas há tantas figuras bíblicas(lembrei-me agora de Isabel, prima de Maria, David como referiu Xoru) com nomes "normais" que passa ao lado. Assim nomes menos comuns entre nós como Abraão, Moisés, Jacob, Judas são mais facilmente conotáveis.

    ResponderEliminar
  14. Há tantos nomes religiosos que são muito ouvidos por cá...Raquel, Sara, David, Gabriel, Daniel, Miguel, Pedro, André, Eva, Filipe, João, Lucas, Marta, Tomé, Madalena, Rute... E muitos mais estes são os que me estou a lembrar que sejam mais usados...

    ResponderEliminar
  15. Praticamente todos os nomes tradicionais portugueses são nomes de santos, mas são vulgares que essa carga religiosa passa despercebida. As pessoas já não chamam aos filhos João, Maria, António e Margarida por causa dos santos desse nome.

    Sendo os EUA um país protestante, alguns dos nomes mais tradicionais lá são do Antigo Testamento Jacob, Sarah, Adam, Rebecca, Jonathan, Abigail, etc, que foram revividos pelos puritanos quando começaram a rejeitar os nomes associados à igreja católica. Como na Europa esses nomes eram associados aos judeus, nunca foram muito comuns e é por isso que raramente ouvimos Jacob, Noé e Abraão fora dos mitos bíblicos. Na América esses são os nomes "normais".

    Por isso é que é raro encontrar alguma Sara, Raquel, Samuel, Eva, ou David com menos de 40 anos. Durante séculos esses nomes simplesmente não eram usados aqui.

    ResponderEliminar
  16. Gostei muito da explicação da Rita.

    Por acaso tenho uma colega que o avô se chama David, nome escolhido por ser o nome de um tio mais velhote que era um pouco contra a corrente. E eu disse logo devia ser judeu e ela concordou ;)

    Mas bem, eu compreendo a posição da Alexa em relação a Jacob, também penso o mesmo com Isaac. Mas lá está se Jacob atingisse a popularidade de David, Raquel, Sara deixariamos de associar tanto à bíblia...

    ResponderEliminar
  17. Bela explicação, desconhecia totalmente, mas como disse é assunto que me passa um pouco ao lado. ;) Mas também conheço um David com coisa de 60 anos, mas acho que não é judeu =P
    Por acaso também associava Isaac muito à igreja, mas depois apareceu o Isaac Alfaiate, o nome entrou no ouvido e "descolou". Lá está..! ;)

    ResponderEliminar
  18. E vi o comentário da Rita e disse do avô da minha colega ser David. E esqueci-me que a minha avó com 80 anos é Eva :P A verdade é que ela não era judia, mas também era uma família muito longe da igreja católica, de tal forma que os meus bisavós nem eram casados e os filhos nunca foram batizados (isto no tempo do Estado Novo não era muito comum). O engraçado é que na família da minha avó não há Marias, só nas gerações mais novas. A minha avó era Eva Claudina, a irmã dela Ana Laura, a mãe dela Casimira Valentina, a irmã da mãe Margarida Celeste... e por ai adiante...

    ResponderEliminar
  19. Já a mim, Jacob só me lembra o personagem de Twilight...lol

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)