Futurologia: serão Clara, Alice e Eva
as próximas Beatriz, Matilde e Leonor?

3.2.12


Acho que até a pessoa mais distraída de Portugal já percebeu que os nomes mais populares dos últimos anos foram Beatriz, Leonor e Matilde. Sem surpresas, Beatriz já está em fase descendente e não deverá faltar muito para que os outros dois nomes também comecem a perder popularidade. Olhando para o ranking de 2011, há três nomes que me parecem destinados a grandes voos, que são Alice (24.º), Eva (28.º) e Clara (29.º). 
Foquemo-nos então no top 30 e esqueçamos Ana e Maria, que ganham pontos por serem os dois primeiros nomes de excelência. Se olharmos bem, tem 14 nomes sólidos, que são populares há pelo menos duas décadas: Mariana, Inês, Carolina, Margarida, Joana, Sofia, Diana, Francisca, Sara, Madalena, Rita, Catarina, Marta e Constança. Bonitos, distintos e absolutamente normais, têm tudo para se manterem num top 30 por muitos anos, mas será que algum deles teria força para chegar ao top 3 nos próximos cinco anos? Não creio porque os nomes da moda  são, por norma, frescos, surpreendentes. 

Passo agora a destacar dois nomes que estão no top 20, mas que à partida também descarto: Laura e Mafalda, em definitivo, não me parecem ter estofo para se massificarem. São giros, mas, no extremo, um deles é demasiado meia-idade e o outro demasiado infantil. Descarto ainda Bruna, que não consigo conceber, sequer, num top 20. 

Agora vou dividir os nomes que sobram em dois grupos: 

A) Lara, Luana, Íris, Bianca - os modernos
B) Alice, Gabriela, Eva e Clara - os antigos

Analisando os modernos, continuo a achar que Lara tem muita margem de manobra. Para mim, dos quatro, é o mais elegante gráfica e sonoramente. Íris não é um nome para todos e Luana e Bianca ainda estão colados à imagem de nome brasileiro (sim, brasileiros, porque apesar de terem outra origem, não se pode negar a influência das telenovelas da Globo). 
No caso dos antigos, não creio que Gabriela tenha força para chegar a um top 5, mas com um empurrãozinho de Gabriel, poderá entrar, talvez, num top 20. Quanto a Alice, Eva e Clara, são nomes curtos, característica que por norma pertence aos modernos e são totalmente internacionais, factor que acredito que pesará cada vez mais. Este grupinho poderia estar em qualquer país europeu e restantes países ocidentais sem problemas. São nomes que apesar de antigos, tem um toque contemporâneo. E, fundamentalmente, são nomes distintos, característica que não consigo atribuir a Lara. 
Finda a argumentação, resta dizer que Lara poderá ser mais popular do que qualquer um destes três, mas não o vejo como elemento da Santíssima Trindade, passe a expressão. 

17 comentários :

  1. A serem esses 3 nomes, seria uma santíssima trindade muito leve e doce :) Eu acredito que Alice é um nome que vai ganhar muito protagonismo, mas ao falar com as minhas amigas nenhuma delas gosta de Alice, muito menos de Clara e já Eva...nem pensar! Beatriz, Matilde e Leonor têm em comum serem nomes antigos, tradicionais, com um toque de "classe alta".
    Se caminhássemos pela mesma linha dos nomes antigos diria: Teresa, Isabel e Rosa. Mas seguindo a mesma lógica com o tal "toque de classe alta": diria Madalena, Margarida e Vitória.

    A ver vamos...Mas já chega de tanta Beatriz e Leonor! (na minha zona existem menos Matildes).

    ResponderEliminar
  2. Não me importava nada que Eva, Clara e Alice começassem a ser mais usados... Mas o que eu preferia mesmo é que não houvesse assim uma santissima trindade de nomes...

    Haverá sempre mais e menos postos, mas espero não ouvir tanto Eva, Clara e Alice como ouço Matilde, Leonor e Beatriz.

    ResponderEliminar
  3. Se fosse pra substituir eu deixaria Beatriz no lugar de Eva, mas com certeza Clara e Alice estão anos luz em beleza sonora, na minha opinião, de Matilde e Leonor.

    ResponderEliminar
  4. Não acredito.
    São nomes antigos mas não têm o mesmo encanto que Beatriz, Leonor e Matilde, que são nomes fortes e de rainhas, nomes que eram das nossas tetravós!
    Clara, Eva e Alice, não se enquadram nesse padrão, por muito que sejam nomes antigos.
    Além disso acho que a haver uma nova moda de nomes, vão ser nomes que vão surgir repentinamente tal como aconteceu com esses 3. Eu não sei os Tops de há 10 anos atrás, mas lembro-me bem de não conhecer nenhuma Beatriz nem Leonor nem Matilde e de repente só ver meninas pequeninas com esses nomes. Como eu costumo dizer foram mesmo ao fundo do baú. Foi de repente , penso que não houve uma "evolução".
    Apostaria mais em nomes antigos que andam mais lá em baixo: Aurora, Vitória, Olívia.
    Eva, Clara e Alice não me parece que saiam desses lugares.

    E acho que não devemos subestimar assim tanto os nomes modernos. Martim é um nome moderno que de antigo nada tem e está onde está.
    Para mim Luana e Lucas há 10 anos eram brasileiros, hoje já não penso neles assim. E muita gente já não associa. São nomes que ganharam um lugar que sinceramente nunca acreditei que ganhassem.
    Portanto não os vou subestimar muito.

    ResponderEliminar
  5. "Martim é um nome moderno que de antigo nada tem"
    Nada mais errado. Martim é um nome antiquíssimo! Martim Moniz lutou ao lado de D. Afonso Henriques.
    Por acaso, não é um nome que eu goste muito, mas que é um nome com pedigree, disso não tenho dúvidas.
    Gosto muito de Clara, gosto de Alice. De Eva não.

    ResponderEliminar
  6. O que quis dizer é que Martim nunca foi um nome muito usado em Portugal, nem com os nossos avós, e isso não foi.
    Se formos ver a antiguidade dos nomes portugueses quase todos são antigos! Até Íris e Ema são antigos.
    Simplesmente, nunca foram muito usados em Portugal antes. Martim foi quase nada usado entre 1920 e 1980 e acho que foi aqui que eu vi essa informação. Ao contrário de Beatriz, Matilde, e Leonor...e até Afonso

    ResponderEliminar
  7. E se pela 1ª vez está ser muito usado...é um nome moderno sim!

    ResponderEliminar
  8. Gostaria de não ver Alice tão banal quanto Matilde... Mas talvez não chegue lá, aposto num nome mais "pseudo-chique" como Caetana e já agora numa outra rainha - Amélia - para o lugar de Leonor. A substituir Beatriz talvez Camila.

    ResponderEliminar
  9. Me deu vontade de vir aqui contar o nome dos bebês de duas grávidas q eu conheço, daí uma correu pro hospital e já deve tá com Joaquim Tiago nos braços.. rs... A outra é uma menina, se chamará Jasmin.

    ResponderEliminar
  10. Eu continuo sem gostar nada de Lara. Acho tão sem sal, sem graça.. =S Mas são opções!
    Não sou grande coisa a fazer previsões, prefiro ir vendo (e ouvindo) os nomes que vão surgindo à minha volta, isto de tentar prever o que poderá vir aí nunca foi a minha onda.. =P
    E espera (muito muito!) que Íris e Gabriela não saltem muito lá para cima..!

    ResponderEliminar
  11. Gostei mesmo deste post, porque tenho andado a ponderar esta questão há algum tempo. Concordo com as previsões, especialmente Alice. Foi um nome que ponderava para o Freddie caso fosse rapariga, e a reacção unânime foi positiva. Depois vim a saber do nascimento de 2 Alices. Espero TANTO que não exploda da mesma forma que Matilde (que por acaso adorava há 7 anos atrás quando se começou a ouvir) Desde do momento em que me engravidei, estive atenta aos nomes que as minhas colegas davam/deram aos filhos e escutava a opinião de amigos meus que ainda não são pais, mas que não tarda muito. Ouvi muita gente a referir como nomes favoritos: Mel, Cloé, Violeta, Benjamin, Vicente, Gabriel, Ema, Teresa, Valentina, Lucas. Nos próximos anos, estou a ver uma tendência para apelidos curtos de nomes mais compridos/nomes curtinhos como Lua, Lana, Ari, Ema, Eva, Ava, Ivo, Iva, Flor, Max, Jó, ou nomes dos avôs, como Benjamin, Manuel, Isaura, Rosa, Salomé... O segredo está em advinhar a tendência antes da maioria geral, ora ficava surpreendida pelo bem se conhecesse uma Beatriz com 35 anos, ou um Rodrigo de 50, pois são raros, e dou mais valor ao nome como indivíduo, em vez de um mar de Beas e Rodrigos de 0 à 10 anos.

    ResponderEliminar
  12. Ora aqui está um post recheadinho de questões a considerar. Não sei se a nova Santíssima Trindade será esta - alguém referiu acima Caetana e eu apostava ainda em Benedita e em Ema. O mais engraçado é que, este ano, conheci uma menina com cada um dos nomes da nova Trindade - uma Clara (filha de uns conhecidos - irmã da Noor); uma Eva (nasceu dois dias antes do meu Jaiminho e, portanto, é a minha «nora») e uma Alice (sobrinha de uma amiga). São nomes de que gosto, sem serem os meus preferidos e penso que não terão o apelo principal para chegarem ao top 3 que é, sem dúvida, o da ascensão social. Como a Filipa disse num post que li uma vez, uma inscrição num colégio de renome custa muito dinheiro, mas dar um nome é de graça e é uma forma de emprestar a um filho um certo élan. É esse élan que me parece faltar a Lara e fico surpreendida por ver que tanta gente partilha da minha opinião. Já agora, que me perdoem, mas também não concebo Bruna em top algum...

    ResponderEliminar
  13. Muito bom dia a todas! Só queria avisar que passei o fim-de-semana todinho a pensar em A-B-C, ou melhor, Amélia, Benedita e Caetana. Ora que bela santíssima trindade que vocês me arranjaram :)

    Patrícia, Joaquim e Jasmim parece-me muito inesperado, mas gosto! :)

    Kate e C., os rebentos têm dado sossego? :)

    ResponderEliminar
  14. Olá Filipa, a Isabela está bem, a crescer! Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  15. Não concordo com essa perspectiva de que Martim, por ser mais usado agora, seja um nome moderno. Para mim, nomes modernos são nomes como Ivo, Rúben, Luana, Jéssica, Yara. Respeito a opinião da Ana, mas, definitivamente, Martim não é um nome moderno. Usou-se desde sempre, e continuou a usar-se durante os séculos. É certo que agora se usa mais, tal como Matilde está mais visto do que nunca, mas nem por isso, são nomes modernos.

    ResponderEliminar
  16. Adorei este artigo! É muito dificil de prever, acho que as mudanças de popularidade têm a ver com fortes influencias geracionais, tanto de novelas, séries, famosos com presença recorrente na tv, revistas...como no caso da Beatriz (novela Felicidade), Leonor (filha da Princesa Letizia) e Matilde (talvez o filme Matilda =), este não faço a minima ideia) Só o tempo dirá o que se passa na cabeça da nova geração que aí vem...
    - Não conheço nenhuma Alice, nem Clara, nem Eva, apesar de adorar os 3!
    -Lara, não percebo a popularidade..apesar de simpatizar com o nome, poderá subir ainda mais;
    -Bianca e Luana não acredito que cheguem ao top 10;
    -Em relação a Íris entranhou-se na minha cabeça quando assisti à novela Laços de Familia, que era a personagem interpretada por Deborah Secco, nome que só há pouco tempo começou a evoluir no Top (nao sei se havera alguma ligação) acho que também poderá subir;
    - A minha aposta vai para Olívia e Sofia. E também para o futuro nome da filha de Kate e William =)

    ResponderEliminar
  17. A minha filha mais velha tem o nome de Alice Maria um nome nada comum no ano em que ela nasceu (2001) e a minha filha que nasceu este ano (2016) tem o nome de clara Matilde. Bem já deu para perceber que adoro nomes compostos!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)