- Duelo de Nomes -
Martim vs Martinho

3.6.11


Eu até tenho uma certa facilidade em detectar tendências, mas fui apanhada de surpresa pela febre de Martim. O nome não foi inventado agora - aliás, Martim e Martinho eram usados com bastante frequência na Idade Média e a página que tenho usado como referência nos últimos tempos (da SPIE) mostra-nos que há registos de Martim desde 1935 mas, até 1980, nunca ultrapassou a barreira dos 10. Por outro lado, Martinho andou acima dos 30 registos entre 1920 e 1970. Não seria propriamente um nome popular mas 40 registos já é uma marca bem boa. 
Não cheguei a entender por que motivo é que se tornou um nome da moda - terá sido apenas o filhote do Simão Sabrosa, que nasceu em 2003, ou ele próprio apenas acompanhou a tendência? Sei que era um nome chique, betinho, mas era também raro... 
Também não creio que o nome já esteja a desaparecer: a página dos bebés da revista Maria, um óptimo barómetro para os nomes populares, continua a apresentar esse nome várias vezes. E já tenho visto combinações de Martim Afonso e Martim Rodrigo... 
Martim e Martinho têm origem no latim Martinu e acredita-se que o nome se vulgarizou graças a S. Martinho, um dos mais venerados evangelizadores da Igreja Católica.
Quando é que se aperceberam da popularidade deste nome? Que motivos estarão na origem deste frenesim?


15 comentários :

  1. bem eu tenho um Martim de 32 meses ;)

    Mas só na gravidez é que comecei a gostar do nome, antes nunca me chamou a atenção...nem sei bem porquê e logo eu que não gosto dos nomes da moda.

    felizmente ainda não nos cruzamos com nenhum, na creche por incrível é o único, só há uma Martina ;)

    ResponderEliminar
  2. Nnc consegui gostar do nome Martim, e embora não goste muito de Martinho, acho que é preferível... Os primeiros Martim que começaram a aparecer eu associava ao Ricky Martin, agora já não associo a nada, é moda e pronto...

    Quando a minha irmã engravidou, antes de saber que era uma menina, pensou no nome Martim, caso fosse rapaz... o que vale é que foi fácil convencê-la que Martim Martins não fica lá muito bem :P

    ResponderEliminar
  3. Como eu gostava do nome Martim. Secretamente era um dos meus nomes preferidos, e que até ponderava chamá-lo a um filho, mas todos os achavam demasiado "beto".
    E agora, de repente, há tantos Martins que até faz confusão.

    Tinha imensa curiosidade em descobrir como é que se tornou popular. Para mim foi um Martim que conheci quando era miúda (anos 90).
    Acho que a maior parte das pessoas é o contrário. É mesmo o não conhecerem ninguém da sua idade com o nome que os atrai. Há tanto nome de que gostei que foi estragado pela personalidade de alguém que o usava...
    Mas assim sendo, porque é que não há mais Zacarias e Zebedeus?!

    ResponderEliminar
  4. Sophie, sempre me questionei se a popularidade de Martim iria trazer de volta Marta, mas não tinha pensado em Martina! Uau, mesmo! A pequenita é portuguesa?

    Elle, ainda bem que não há mais Zebedeus hehe Entendo a sensação: por um lado, comprovam que tinha bom gosto quando admirava esse nome, secretamente; por outro, deixando de ser secreto, perde metade da piada!!

    Sónia, Martim Martins podia não ser memorável, mas era sem dúvida memorizável ;D

    ResponderEliminar
  5. Sim Filipa a menina é portuguesa.
    Eu conheci uma Martinha, mas Martina foi a 1ª :)

    ResponderEliminar
  6. Como eu tenho uma certa aversão a nomes da moda e a nomes betinhos, quando estes dois se juntam torço o nariz na certa :) Não consigo gostar de Martim e muito menos de Martinho!
    Mas Martina é lindo!

    ResponderEliminar
  7. Gosto mais de Martinho do que Martim. Nunca gostei mt do nome, se bem que já gostei menos.

    Martina, julgo eu, é o nome de uma das filhas do Luís Figo. Acho um nome mt delicado e diferente.

    ResponderEliminar
  8. Hoje no blog do Alfaiate Lisboeta, vem a foto de uma menina Martina, quer dizer vem uma mãe e uma menina, Vanessa e Martina... dado as idades penso que a Martina é a bebé... lembrei-me deste post ;)

    ResponderEliminar
  9. Tenho uma prima com cerca de 18 anos que se chama Martina e é portuguesa. Quando ela nasceu foi um nome considerado bastante invulgar, sobretudo na cidade (pequena) onde vivo.
    A popularidade de Martim é inexplicável. A primeira vez que me lembro de ouvir o nome foi quando nasceu o filho da Laurinda Alves (e do Miguel Sousa Tavares), que na altura era Directora da revista Pais e Filhos. Discretamente, penso que essa revista é uma referência também na escolha de nomes para bebés. Existe uma parte onde estão as fotos dos bebés e os nomes em baixo, e Martim começou por ser invulgar e depois "contagioso" :)
    Não é feio, mas diz-me pouco.

    ResponderEliminar
  10. Uma vez mais, Martina em Portugal é uma surpresa.. Eu também conheço uma, mas é francesa; acho que não associei a Martim por causa das tenistas Martina Navratilova e Martina Hingis. De certa forma, era um nome que tinha vida própria, uma vida estrangeira... Se se mantiver low profile, vou achar graça ;D

    ResponderEliminar
  11. Acho que nunca estive com a Pais & Filhos na mão, mas vou passar a procurar, quanto mais não seja para comparar com a página dos bebés da revista Maria... :D

    ResponderEliminar
  12. Sempre adorei essa revista, tem artigos interessantes, mas a minha parte favorita era ver os nomes dos bebés. Já há algum tempo (vários anos) que não compro, mas antes era uma folha A4 dos dois lados!!
    Irei comprar essa revista novamente, foi bom relembrar a primeira vez que ouvi Martim!

    ResponderEliminar
  13. Quem comprar primeiro publica aqui os nomes mais repetidos :D

    ResponderEliminar
  14. Martina é um nome lindo até virar moda...daqui a 1ano, vemo-lo no topo da lista mais usados.

    ResponderEliminar
  15. Minha avó chamava-se Martiniana. Ela dizia que não o achava bonito, mas gostava do fato de ser exclusivo.

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)