Goreti

23.1.17


Há membros da minha família com nomes bastante peculiares, alguns dos quais até já abordei aqui, como Elvira Eufémia, nomes da minha mãe e da minha avó paterna, respectivamente. Hoje, a pedido da Francisca, abordo o nome Goreti que, só podia!, também é o nome de uma das minhas tias. Apesar de não ter conseguido encontrar nenhuma referência etimológica sobre este nome, percebi que se tornou conhecido por ser o apelido de uma virgem-mártir italiana, Maria Teresa Goretti, que faleceu aos onze anos, numa histórica muito trágica, que podem consultar aqui. Canonizada em 1950, Maria Goretti ficou conhecida como mártir da Pureza, já que preferiu morrer a deixar que a violassem. 
A lista do IRN indica que é possível registar o nome Goreti e o nome foi escolhido para uma menina em 2013 e outra em 2015. Também são conhecidas as variantes Gorete, Goreth e, claro, Goretti. Como este nome sempre fez parte da minha vida, não consigo dizer que não é usável, mas admito que não é o mais apelativo dos antropónimos! 

7 comentários :

  1. Não gosto nada... Acho que existem nomes muito mais bonitos e interessantes :)

    ResponderEliminar
  2. Uma prima minha, já um pouco afastada, chama-se Gorete (na casa dos 40). O ano passado teve uma bebé (que fez um ano agora em Janeiro) e chama-se Ana Gorete. Estou muito habituada a lidar com o nome, não me aquece nem me arrefece!

    ResponderEliminar
  3. Ai... Que horror! Não quero de todo ferir susceptibilidades e falar de religiões é muito delicado, mas como é possível ??? Que este nome seja usado por causa disso??? Foi uma mártir por escolha?????!!!!!
    Perdoou o violador, os pais também perdoaram, o padre também.... Só faltava o violador virar mártir ou santo também! SOCORRO, parem o mundo quero sair! Isto ultrapassa-me....
    Conheço imensas Goretis e agora nunca mais vou olhar para o nome da mesma maneira... Só pela história macabra já o riscava imediatamente da minha lista se o tivesse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como se, ela tivesse oportunidade de escolha, e ser violada fosse uma opção dela... se ela tivesse "aceite" ser violada, deixava de ser mártir... O mais macabro é realmente a história dar a entender que se ela tivesse sido violada já não seria mártir, seria impura e provavelmente nunca ouviriam falar do nome Goreti... É mesmo muito mau!

      Eliminar
  4. Ai, estava a faltar o nome da minha mãezinha... =) Confesso que, da primeira vez que ouvi a história da santa, fiquei horrorizada e disse isso aos meus avós XD Não compreendo como é que um conto de terror destes pode inspirar o nome de uma filha, mas enfim... Por ser o nome da pessoa que é, tenho-lhe carinho =)

    Ah, e ela é Maria Goretti, com dois "t"'s - o meu avô fez questão.

    ResponderEliminar
  5. Não me enche as medidas, de todo.
    Conheço apenas uma senhora dos seus 50 anos, brasileira "Goretti", faz-me lembrar nome de Salão de Cabeleireiros (de mau gosto).
    E a "estória" dessa Santa ainda me afasta mais do nome.

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)