Ilda

31.7.15


Lá longe, em 1930 e 1940, Ilda fazia parte do grupo de dez nomes mais registados em meninas portuguesas. Sim, no meio de nomes longos como Deolinda, Joaquina e Filomena, andava lá o curtinho Ilda. 
Ilda tem origem germânica através de hild, que significa "combate" e que está presente em vários nomes, com destaque para o nosso bem conhecido Matilde. Aliás, lembrem-nos que em Portugal também é aprovado Matilda, mas que não lhe acham grande piada. Ora, as coincidências com os nomes mais populares do momento não se esgotam aqui e Ilda também se poderia juntar ao pequeno exército de nomes que começam pela letra I que estão presentes no top 100, a saber, Inês, Iris, Iara, Isabel, Irina, Isabel e Isis. 
Será que daqui a uns anos Ilda poderá ser um par perfeito para Alice ou Laura?

15 comentários :

  1. Tenho uma amiga que se chama Ilda e odeia nome diz que é nome de velha. Eu cá acho um nome normal e diferente do comum.

    ResponderEliminar
  2. Tenho muito carinho pelo nome Ilda, uma vez que era o nome da minha avó paterna. Aliás ambos os nomes dos meus avós paternos são adoráveis: Angelino e Ilda.
    Não acredito que se popularize, mas acredito que vá subindo no registos.

    ResponderEliminar
  3. Desculpe Filipa mas Ilda é horrível, não tem a mínima hipótese...
    Não entendo essas tentativas de assemelhar nomes...
    Acredite que não vai convencer ninguém!
    Eu agora dizer que Ilda é usável só porque outros nomes com I também são ou Matilde...É o mesmo que dizer a alguém que gosta de carne para comer tofu...São diferentes, mesmo que partilhem letras, ou sons... São nomes com uma distância enorme!!!
    Acho praticamente impossível nos próximos anos Ilda estar a par com Alice e Laura. E a Filipa também acha, que eu sei.

    ResponderEliminar
  4. Não escrevi o post para convencer ninguém! :) Aliás, esta rubrica chama-se "nem tudo o que brilha é ouro", precisamente porque acho que são nomes que se assemelham mas que não são apelativos! E no post anterior expliquei bem o que penso disso:
    "Na altura [em que comecei a escrever o blog], era um bocadinho inocente e achava que eram muito úteis: "se as pessoas gostam tanto de Carolina e Catarina, talvez se possam entusiasmar com outros nomes terminados em -ina". Hoje, a experiência diz-me que isso não é garantia de nada".

    ResponderEliminar
  5. Conheci algumas com este nome, mas todos com H, ou seja, Hilda.

    ResponderEliminar
  6. Já não tens mais ideias?

    ResponderEliminar
  7. Acho que os 1933 posts publicados até ao momento mostram que ideias não me faltam! :)

    ResponderEliminar
  8. Nunca tinha pensado em Ilda e até gostei. Também já tinha pensado em Ilse e o resultado foi o mesmo: gosto. Ultimamente tenho gostado de vários nomes femininos começados por I.
    Acho muito difícil que Ilda se torne popular como Alice ou Laura. Seria preciso o nome ganhar grande destaque para que isso pudesse acontecer. No entanto, como as modas são um bocado imprevisíveis, nada impede Ilda de subir em registos.

    Elsa, por exemplo, ficou famoso depois do filme da Disney, Frozen. Se Elsa ficar mais usado - acredito que sim - muitas pessoas talvez queiram recorrer a nomes semelhantes. E Ilda, com o mesmo número de letras e ar nórdico de Elsa, parece-me uma boa opção :)

    ResponderEliminar
  9. Filipa, começava por dizer que lamento os comentários infundados que se tecem em torno de um trabalho que - já tive oportunidade de o dizer - é de louvar! Pessoalmente, já tive oportunidade de explorar este nome mais a fundo e escrever sobre o mesmo e realmente partilho um pouco a visão de que Ilda atingiu resultados extraordinários no passado e embora hoje em dia esteja esquecido dos portugueses, acredito que se possa tornar ligeiramente mais popular se for devidamente projetado (p.e. uma filha de um famoso muito acarinhado pela nossa população).

    Continuação de bom trabalho*

    ResponderEliminar
  10. Pois é! É um pouco ingenuidade mesmo. Não reparei no "Nem tudo o que brilha é ouro". Mas acho que posso dar a minha opinião, não?! Os nomes para serem comparados têm de ter algo em comum muito para além de letras e sons. Pode comparar Ilda com Olga, por exemplo, porque além de terem 4 letrinhas e começarem por vogal, mais importante que isso são do mesmo estilo, da mesma época.
    Não dá para comparar nomes de outras épocas com nomes de agora, mas isto é apenas a minha opinião.
    Acho que Ilda, e outros nomes, só ficariam a ganhar se falasse neles sem os comparar, nem referir mais nenhum! Isto porque se falar de Ilda e de todas as suas maravilhas, sem meter mais nenhum nome pelo meio, até dá para as pessoas simpatizarem com o nome. Mas basta dizer "Inês, Alice, Matilde..." que Ilda perde logo aí toda a simpatia que poderia ganhar. Para conseguirmos ver a beleza de uma coisa não podemos coloca-la ao lado de outra coisa imensamente mais bela. Temos de olhar só para aquela coisa. Não sei se me entende.

    ResponderEliminar
  11. Relativamente ao post ao anterior só tenho a dizer que há meia duzia de anos,Matilde era considerado um nome horrível,de velha,agora já nem o posso ouvir de tão popular que se tornou...nao percebo o porque de tanta indignacao... Pode ser horrível para a leitora,mas nao para outros!Filipa,continue,não me canso de ler os seus posts,alias leio todos de há um ano para cá!É sempre uma descoberta para mim!obrigada!!!

    ResponderEliminar
  12. A minha primeira patroa, tinha eu 16 anos, e comecei a fazer um part time aos fins de semana enquanto estudava, chamava-se Ilda e garanto-vos que era a incarnação do diabo na terra.
    A mulher era horrível, má e exploradora, péssima! Por isso não consigo desassociar Ilda da minha experiência e nem consigo pensar que seja usável.

    ResponderEliminar
  13. Nem sempre os posts reflectem com sucesso aquilo que eu quero dizer e talvez tenha sido o caso falhado de exposição de ideias. Este não era um post de elogio a Ilda - não lhe teço nenhum, se reparar! Era apenas mais um exemplo de um nome que até teria tudo para ser usável mas que não é. Um nome que seria um par perfeito para Alice em 1925 e que, entretanto, caiu em desuso!

    Quanto aos comentários provocatórios, são isso mesmo. Esperam uma reacção minha que, simplesmente, nunca vai chegar! Aliás, até tenho de agradecer, porque geraram palavras tão simpáticas logo de seguida e receber elogios é uma maravilha!! Obrigada!! :)

    ResponderEliminar
  14. Falando por mim, Filipa, o meu comentário não foi provocatório...
    Foi só mesmo uma opinião,gosto do blog...Só que gosto de ler sobre nomes individualmente, não costumo ver lógica em comparar nomes muito diferentes, tentei passar essa mensagem sendo ela meramente uma opinião...
    De certeza que a Filipa não espera só aplausos e até gosta de opiniões diferentes! Faz parte. Mas provocar não, não tenho tempo nem feitio para andar a provocar as pessoas dos blogs que leio por um simples passatempo .
    Continuação de muito sucesso!

    ResponderEliminar
  15. Su,o comentário provocatório não foi o seu, de todo, foi o das 16h19! :)

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)