Alternativas a Anita? E Martine não conta...

26.5.15


Agora que já consegui superar o trauma de saber que a Anita ia mudar de nome, e a pedido das leitoras, é chegada a hora de finalmente conversarmos aqui sobre o assunto. Já toda a gente percebeu que a mudança faz parte de uma estratégia e que Martine é, de facto, o nome original da personagem, mas o apego emocional à colecção da Anita fez com que muita gente se sentisse um pouquinho ultrajada. 
Não pondo em causa a competência dos profissionais que tomaram esta decisão, não posso deixar de me juntar ao coro de indignados, até porque eu sou uma das Anas que recebiam livros da Anita em todas as celebrações e ainda hoje guardo os meus exemplares com muito carinho! Choque maior, só se as autoras de O clube das Chaves decidissem mudar os nomes das suas personagens! [Choque, choque, tive agora mesmo, ao pesquisar os nomes originais das personagens de Os cinco, percebendo que a Zé britânica era Georgina aka "George", que maravilha!]. 
É evidente que, como interessada na temática dos nomes próprios portugueses, é a alteração para Martine que me deixa muito pouco satisfeita. Se uma das razões para a mudança fosse a vontade de atribuir um nome mais contemporâneo à personagem, eu seria a primeira a achar a ideia deliciosa. Já estou a imaginar as redes sociais inundadas com sugestões de alternativas mais portuguesas mas, assim, resta-me encolher os ombros e pensar que se perdeu uma oportunidade de renovar a relação dos adultos com estes livros... 

Se tivessem tido a oportunidade de escolher o novo nome da Anita, quais seriam as vossas sugestões? E, já agora, têm sugestões para a alteração de outras personagens icónicas da vossa infância? 


[Anda por aí alguém que ainda se lembre do tempo em que os posts deste blog eram ilustrados com imagens da Anita? Seis anos começam a parecer uma eternidade!!]

12 comentários :

  1. Ema ou Amélia. Acho que um dos dois ficava perfeito.

    ResponderEliminar
  2. Carolina, sem diminutivos!

    ResponderEliminar
  3. Opção portuguesa: Madalena
    Opção Internacional: Maddie

    ResponderEliminar
  4. Filipa, não consigo escrever na caixa de pesquisa...

    ResponderEliminar
  5. A Su* está a usar o Firefox? É que o blog está optimizado para o Chrome, onde a caixinha de pesquisa funciona na perfeição! Infelizmente, activando um anti-plágio, o Firefox bloqueia a caixinha; já me tinham alertado para o problema e eu optei por desactivar essa função, mas bastou-me uns dias sem a protecção para que os conteúdos do blog que eu criei e compilei com tanta dedicação fossem copiados por outros sites pelo que optei por reactivá-la.

    ResponderEliminar
  6. Ainda nao consegui enfrentar o trauma de Anita mudar de nome, nao a vejo com outro acho Anita um nome tão infantil por isso para um coleção infantil fica lhe tão bem

    ResponderEliminar
  7. Anita... não dá para imaginar outro nome... É quenão consigo mesmo!

    ResponderEliminar
  8. O nome Anita já está tão enraizado que acho difícil a mudança. A mudar optaria por Maria, qua acaba por ser um nome universal (apesar das diferentes grafias).

    Aliás seria difícil mudar os nomes de personagens da minha infância. Quem se lembra da colecção Patrícia de Julie Campbell e Kathryn Kenny da velhinha Verbo?

    É curioso porque no original o nome era Trixie (de Beatrix) e em Portugal mudou-se o nome para Patrícia. Talvez porque Patrícia seria mais popular que Beatriz na altura em que originalmente os livros foram publicados em Portugal (meados dos anos 70). É curioso porque actualmente se está a reeditar os livros (pela Oficina do Livro) e optaram por manter o nome 'original' de Patrícia, quando hoje em dia Beatriz é mais popular e seria um nome perfeitamente usável num livro infanto-juvenil.

    Penso que o nome da melhor amiga também foi aportuguesado: passou de Honey (diminutivo de Madeleine) para Nora em português ('e esta, heim?'). Os nomes dos restantes personagens ficaram iguais: Mart (de Martin), Brian, Jim (de James), Diana e Dan (de Daniel).

    Duas opções editoriais, sendo que prefiro a 2ª (manter o nome original da nossa infância).

    ResponderEliminar
  9. À semelhança das outras opiniões dadas, também tenho muita dificuldade em imaginar a Anita com outro nome. Se o objetivo for colocar um nome mais "português", com que as crianças e as famílias portuguesas se consigam identificar mais facilmente, eu optava por Alice, Laura ou Luísa.

    A extensão dos nomes é idêntica a Anita e são nomes facilmente reconhecidos na esfera portuguesa. Afinal de contas, quem não conhece uma Alice, uma Laura ou uma Luísa? ;)

    ResponderEliminar
  10. O objectivo na verdade não foi exactamente nenhum...foram só esculpas que deram...a realidade é que mudou-se de editora e a nova editora não tinha permissão de usar Anita ou outras adaptações ao nome feitas pela editora anterior. Só isso. Por isso tiveram que manter o nome original. O irmão mais novo da Anita mudou de Francisco para Alexandre, por isso dá mesmo para ver que o objectivo não foi modernizar mas sim não infringir nenhuma lei autoral.

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)