Nomes portugueses
Top 100 masculino - desde quando?

10.9.14


Tal como pudemos constatar há uns dias relativamente aos nomes femininos, não há margem para dúvida: a maioria dos nomes populares masculinos de hoje já o são há mais de vinte anos. Para ser mais concreta, do top 100 atual, há 68 nomes que já estavam no top de 1990 e que não saíram até hoje [exceptuando os nomes seguidos de asterisco]. Ei-los: 



Do atual top 15, cujos nomes foram alvo de mais de mil registos em 2013, os únicos nomes que não eram populares em 1990 são MartimSantiago, o que demonstra bem a estabilidade que reina nos nomes masculinos. Há alterações nos níveis de popularidade, mas os nomes continuam a usar-se de forma intensa.

Contudo, houve nomes que estavam no top 100 em 1990 e que também estão em 2013 mas que, em determinada altura, se ausentaram. Falamos de Mauro, que saiu do top 100 em 2007, regressando imediatamente no ano a seguir, Álvaro, que esteve no top 100 entre 1990 e 1998, em 2000, 2004 2010, 2011, e 2013 e ainda César, que saiu do top 100 em 2008, regressando imediatamente no ano a seguir. 

E agora, vejamos os nomes que entraram para a lista dos cem mais populares durante a década de 90. Por baixo de cada nome, está a posição na qual ficaram em cada ano [e note-se que há anos que não estão mencionados porque não houve novas entradas]:



Como podemos verificar, estes nomes gozam hoje de grande popularidade, como é o caso de Gustavo, Leonardo, Martim, Dinis e Lourenço. Curiosamente, Gustavo já tinha estado no top 100 em 1990, mas só estabilizou dois anos depois.
E reparemos em Leonardo, que em 1992 estava na 107.ª posição e no ano seguinte foi directamente para a 54.ª posição! Tentei perceber o que poderia ter contribuído para este fenómeno e deparei-me com duas referências que parecem fazer sentido: por um lado, Leonardo era o nome de um dos personagens centrais de Pedra sobre Pedra, novela brasileira que fez sucesso em Portugal em 1992 e, por outro, o nome estava em alta graças à dupla de cantores Leandro & Leonardo e ao seu hit "Temporal de amor". 

Note-se ainda que Bryan esteve no top 100 entre 1996 e 2000 mas saiu, regressando em 2002, 2004, 2005 e  2013. A mesma inconstância é visível em Alex, que esteve no top 100 em 1992, 1995 e 1996. Depois esteve entre 1998 e 2010, e em 2012 e 2013. 

Avancemos na cronologia:



No período compreendido entre 2001 e 2008, chegaram ao top 100 mais nomes que alcançaram bastante sucesso, nomeadamente Santiago, Salvador, Diego e Vicente, que estão presentes hoje em dia no top 30. Ressalve-se que Sebastião esteve  no top 100 em 2001, mas apenas consolidou o estatuto de top 100  a partir de 2003.
Depois de conhecermos as entradas da década de 90, a maioria destes encaixa na busca de nomes antigos portugueses mas Lisandro parece "destoar". Neste caso, creio que será obrigatória a referência ao futebolista Lisandro Lopez, que jogou no F.C. Porto entre 2005 e 2009, e que teve a sua época áurea em 2007/2008.

E, finalmente, debrucemo-nos sobre as entradas mais recentes, que revelam que a tendência pela procura de nomes antigos parece estar a desvanecer-se. Será que isto significa que se esgotaram os nomes mais tradicionais que poderiam constituir alternativas viáveis aos antigos que estão no top 10?



Curiosamente, três destas entradas são de habituées do top 100: 
Gil esteve em 1990, 1991, 1993, 1994, 1998, 2005, 2006, 2008; William esteve no top 100 em 1998, 2000, 2001 e 2005 e Wilson esteve entre 1990 e 2001; em 2004, 2007 e regressou em 2010, estabilizando até hoje. 


[Análise elaborada com base em dados fornecidos pelo IRN]


11 comentários :

  1. Tantos meninos com os mesmos nomes!

    ResponderEliminar
  2. Filipa qual é a sua opinião sobre o nome César? Lembrei-me por estar aí mencionado. Não me ocorre muitas vezes mas até é um nome que gosto bastante.

    ResponderEliminar
  3. Joana, acho que é um bom nome - forte, histórico, internacional mas com tradição em Portugal! Já tive dúvidas se seria demasiado conotado com os anos 70, mas esta lista mostra claramente que não! :)

    ResponderEliminar
  4. Lisandro,Leandro,Cassandro e outros que tais,acho hediondo!Que mania esta de atribuir nomes de personalidades ou personagens do ano...ainda por cima nomes pouco ou nada agradáveis.Isso sim,é falta de originalidade,a meu ver...

    ResponderEliminar
  5. Filipa,o que acha de Benjamim?Será que regressou graças ä top model Giselle Bündchen?Veio para ficar?Devido à terminaçao pode ser que sim...

    ResponderEliminar
  6. Acho que nos rapazes os nomes 'beto' devem ter sido os que mais popularidade ganharam nos últimos anos: Martim, Afonso, Dinis...

    Gosto cada vez mais de Benjamim (sim, acho que a Gisele Bündechen terá tido alguma influência na crescente popularidade do nome). O problema é tentar convencer o meu marido, lol. Se tivermos um segundo rapaz gostava de 'Daniel Bejamim' ou 'Benjamim Daniel' (ainda não consigo decidir qual a combinação que fica melhor),mas o meu marido não gosta. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. So Benjamim,é mais forte e bonito sozinho...

      Eliminar
  7. Acredito que a época áurea dos chamados nomes antigos ainda vai durar mais algum tempo (anos)e que serão estes a ocupar os lugares cimeiros do top 100. Como também já foi muitas vezes referido no blog a permeabilidade à mudança nos nomes masculinos é bem menor...

    ResponderEliminar
  8. Acredito que a Gisele trouxe grande visibilidade ao nome e a meu ver, tem tudo para se impor ainda mais no top 100, acho um nome muito giro!

    ResponderEliminar
  9. A Filipa já reparou que nos últimos anos os nomes da moda parecem das famílias tauromáquicas?

    ResponderEliminar
  10. Eu costumo dizer que é uma tendência aristocrática mas, se formos a ver, até está relacionado... Detesto tourada!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)