Feliz 2014!

2.1.14

Por esta altura já toda a gente deu as boas-vindas a 2014 mas gostaria de vos desejar um grande ano, fazendo votos de muita saúde e muito sucesso pessoal e profissional! Não tenho o hábito de traçar objectivos nesta altura do ano mas aproveito para vos perguntar: o que gostariam de ver abordado aqui no blog nos próximos meses?

11 comentários :

  1. Tal como já foi sugerido aqui no blog, acho que seria interessante abordar a relação nome-apelido. Muitos pais acabam por escolher nomes que não os que gostariam por não combinarem, se é que se pode dizer assim, com o apelido.

    ResponderEliminar
  2. Outra questão interessante ainda em relação aos apelidos. Por exemplo, e esta é a minha opinião: se o apelido da criança for muito comum (Costa, Martins, Silva etc), talvez o nome próprio possa ser um menos usado. Se, por outro lado, o apelido já for pouco comum (estrangeiro, ou não), então o nome já pode ser mais comum. Esta é a ideia que eu tenho, claro que não é a regra, porque não é, mas pergunto-me se podemos escolher um nome tendo também em conta o apelido.

    ResponderEliminar
  3. Concordo contigo, Pilar! :) Tal como se o apelido for curto, o primeiro nome deve ser mais comprido, e vice-versa. Falamos tanto dos nomes compostos, também há que dar alguma atenção à conjugação do primeiro nome com o último...

    ResponderEliminar
  4. Pois, os apelidos... Então e os apelidos muito maus? Não é só o nome próprio que nos acompanha a vida toda. O nosso apelido por vezes pode ter um peso muito maior! A "tradição" é o último nome da mãe e o último do pai mas isso é uma tradição e não uma obrigação, sendo que podemos escolher apelidos até aos nossos avós. Conheci há dias um casal que abdicou para o filho do último apelido do pai, dado que o próprio sofreu constrangimentos com ele. Já alguém pensou no futuro filho da Ana Bacalhau e do marido João Pedro Leitão?!?!
    Ninguém merece! :)

    De resto, Filipa, para este ano gostava de ver muitos nomes compostos!!! Os "pares perfeitos" é uma coisa muito gira, mas já enjoa um bocadinho. Porque não os "nomes compostos perfeitos"?

    Bom ano!

    ResponderEliminar
  5. Concordo com ambas :) apelidos e nomes compostos já dá muito que falar :)

    ResponderEliminar
  6. Leitão não me parece mau por ser comum, mas há por aí Bacalhau, Feio, Calhau, Peixe... :)

    ResponderEliminar
  7. Há algum ranking onde dê para ver os apelidos mais e menos comuns?

    ResponderEliminar
  8. Anónimo tem este link onde estão os 100 apelidos portugueses mais usados:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_dos_cem_apelidos_mais_frequentes_em_Portugal

    ResponderEliminar
  9. Encontrei também este blog. O autor do texto, que fala de apelidos raros portugueses, parece saber do assunto... Ainda assim não sei se se pode confiar a 100% nesta informação, mas deixo-o aqui:

    http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=223125&fview=e

    ResponderEliminar

  10. Acho que seria interessante tentar perceber (talvez através dos comentários dos leitores) se os nomes exercem algum tipo de influencia na personalidade de um individuo. Algumas pessoas podem achar ridículo, e até pode ser só coincidência, mas tenho andado a reparar na semelhança de certos traços de personalidade entre crianças/adultos com o mesmo nome.
    Listagens com os nomes das personagens de novelas/programas populares do momento, para tentar perceber a popularidade crescente de alguns nomes.
    São algumas ideias...:)
    Um feliz ano para todos!!

    ResponderEliminar
  11. Aproveito para deixar aqui o link do último post a propósito dos apelidos:

    http://nomesportugueses.blogspot.pt/2012/11/os-apelidos.html

    Quanto aos nomes compostos, fui deixando de parte porque recebia alguns comentários desagradáveis e optei por tentar dar essas sugestões por email, mas vou tentar regressar ao tema o mais possível! Quanto aos posts sobre Pares Perfeitos, correspondem quase sempre a pedidos dos leitores que me parecem que podem interessar a pessoas na mesma situação mas, neste momento,também me parece que as respostas se tornaram demasiado similares!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)