Anastácia

30.1.14


Acho que não abona muito a meu favor mas sim, confesso que li As cinquenta sombras de Grey, um bestseller que narra as peripécias dos jovens Anastasia e Christian e que está a ser adaptado para o cinema. Sendo assim, visibilidade é coisa que não faltará a nenhum destes nomes nos próximos tempos. 
Em Portugal, Cristiano é perfeitamente comum - está na 62.ª posição do ranking masculino - mas Anastácia não é nome que se ouça muito. Se percorremos a lista oficial do IRN, não encontramos nenhuma referência a Anastácia ou Anastásia, nem às suas versões masculinas e, por isso, não posso afirmar que se trata de um nome aprovado em Portugal mas, parece prevalecer a versão com C. O nome, que significa "ressuscitado", deriva do grego Anastásios, pelo latim Anastasius, mas o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa refere-se a Anastácio nestes termos: "Porquê Anastácio e não Anastásio em português? Influência de outros nomes, como Estácio, Horácio, Grácio, Acácio, Bonifácio, Pancrácio, Epitácio, etc?". Nos Registos Paroquiais disponibilizados pela AATT também é possível encontrar várias Anastácias e apenas uma Anastásia - encontrei, até, uma Anastácia da Lua, vejam só! Já nas lista de registos de 2013, confirma-se o nascimento de oito Anastácias [duas destas meninas têm-no como segundo nome]. 
Não sei até que ponto é que a trilogia acima mencionada influenciará alguém a usar este nome, mas o facto de se ouvir com mais frequência poderá levar alguns pais a considerá-lo. Não me parece um nome muito contemporâneo e acho que a pronuncia na língua portuguesa não o torna muito convidativo, dada a estridência da sílaba tónica. 

9 comentários :

  1. Eu usaria esse nome, sempre gostei muito dele. Contudo, sei que aqui no Brasil seria uma escolha que geraria estranhamento, pois é um nome pouco comum e as pessoas associariam logo à Tia Anastácia do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Aliás, como os nomes dos personagens de Monteiro Lobato são marcantes: não podemos ouvir os nomes Anastácia, Barnabé, Benta e Emília que logo os associamos ao Sítio. Acho que o único que não ficou tão marcado foi Pedro, provavelmente por ser um nome "clássico". Bom, gosto de todos esses nomes que citei e o fato de serem nomes de personagens de histórias que marcaram tanto a minha infância pra mim não é um problema, pelo contrário, faz com que goste ainda mais deles.

    ResponderEliminar
  2. Tenho uma amiga (também Portuguesa) que tem uma menina de um ano que chama-se Anastasia (só que pronuncia-se Ana-stei-já em inglês). Gosto porque é um nome não muito usado e tradicional, mas acho difícil de dizer...prefiro só dizer Ana. Haha!

    ResponderEliminar
  3. É um nome um pouco "pesado", mas tem personalidade.

    ResponderEliminar
  4. Desde que comecei a ser leitora assídua deste blog, já são poucos os nomes que descarto de imediato. E, embora Anastácia não esteja nesse lote, também não me convence.

    Creio que as Anastásias se poderão dever à famosa cantora Anastasia, não?

    ResponderEliminar
  5. Eu conheço duas Anastásias pequenas (uma com 2 anitos e outra com uns 8). São portuguesas, mas as mães são imigrantes de leste (Moldávia e Ucrânia) e, em ambos os casos, Anastásia é um nome de família, não tem nada a ver com a cantora.

    Eu não gosto muito, confesso, mas aprecio a originalidade e a ligação às raízes.

    ResponderEliminar
  6. Acho o nome interessante, mas para. mim é impossível de dissociá-lo da Tia Anastácia e da grã-duquesa russa.

    ResponderEliminar
  7. Eu conheço uma Anastácia que tem agora 5 anos :) Vive cá em portugal mas é filha de ucranianos. Particularmente gosto do nome e do diminuitivo Ania...mas esta criança q conheço a mae faz o diminuitivo para Nastia.

    Gosto tb de Chsriatian mas nao de Cristiano

    ResponderEliminar
  8. Eu amo este nome. Como comentei em outro tópico, ele está no topo da minha lista empatado com Úrsula.
    Mas eu sou uma exceção no meu estado, e no Brasil inteiro, aqui as mães optam por Sofia, Laura, Julia, Luísa, etc. mesmo estando saturados de tão populares. Gosto de nomes originais. Qualquer nome que fuja desses mais comuns, são vistos com estranheza. Mas mesmo assim, continuo amando. Sem contar que minha filha chama Theodora, e Anastácia, Theodora e Zoé (que eu também gosto) são nomes de Imperatrizes Bizantinas.
    Eu vou ler esse livro do post, me interessei...

    ResponderEliminar
  9. Juliana, é assim em todo o lado: uma escolha que não vá ao encontro dos nomes populares do momento é muitas vezes vista como uma forma de se destacar, como se isso fosse sempre algo mau :( Com tantos nomes bonitos, é mesmo uma pena!

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)