Guadalupe

13.6.12


A mamã Vanessa sugeriu-me que fizesse um post sobre Guadalupe, um nome que ela, sul-americana, considerou para a sua segunda filhota. A Vanessa explicou-me que a Nossa Senhora da Guadalupe é conhecida como a Nossa Senhora das Américas, sendo "conhecida e adorada", por exemplo, no México, Venezuela, Perú e Colombia. E em Espanha, embora esteja fora do top 100 de 2010 e as estatísticas indiquem que a média de idades da Guadalupe espanhola é de 51,7 anos. 
Guadalupe deriva do árabe wadi-al-ub, e os significados apontados variam entre "rio das pedras pretas", "rio do lobo" (Guada - água; Lupe - lobo) ou "rio do amor". Em relação a este último, rezam as crónicas que foram os mouros que deram este nome a um rio na Extremadura espanhola, devido às qualidades afrodisíacas da água. 
A Vanessa salientou, também, o apelido Lupita que, na sua opinião, é amoroso - e eu concordo! Aliás, adoraria Lupita como diminutivo de Penélope! Tenho de confessar que gosto mais do diminutivo do que do nome em si, que associo muito à Espanha e à América Latina, tal como Dolores, Candelária, Soledade ou Cármen. A opinião não é só minha: apesar de tudo, a Vanessa optou por outro nome para a sua filha, porque acha que a pronúncia portuguesa não favorece Guadalupe e porque algumas pessoas reagiam com estranheza ao nome. "Guada-quê?!", perguntavam-lhe. 
E vocês, o que acham de Guadalupe? 

8 comentários :

  1. Eu gosto deste nome! O diminutivo Lupita me agrada bastante :)

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto de Guadalupe, aliás se calhar até gosto mais do que algum dos nomes que escolhi para a letra G, mas nem me lembrei deste. Mas concordo que Guadalupe é muito espanhol e latino-americano. Mas é um nome bonito.

    Também considero Cármen e os restantes nomes muito espanhois, aliás há uns anos fui à Turquia com uns colegas da faculdade. Os turcos quando nos ouviam a falar pensavam logo que eramos espanholas, então quando andavamos naqueles bazares, ele chamava-nos sempre de Marí Cármen... o que faz que hoje em dia não me consiga lembrar de Cármen, sem o Marí e sem um sotaque que tentava ser espanholado ;)

    ResponderEliminar
  3. Femininos:
    - Genevieve
    - Graciosa
    - Gabriela
    - Giovana
    - Glenda

    Masculinos:
    - Gustavo
    - Gabriel
    - Golias
    - Gaspar
    - Gonçalo

    ResponderEliminar
  4. Ao contrário do que possam pensar, o nome Guadalupe não é assim tão invulgar no nosso país. A padroeira da cidade de Serpa (no Alentejo) é Nossa Senhora de Guadalupe, e como tal, há toda uma geração de Guadalupes nessa zona. E quase todas elas têm como diminutivo Lupinha. Aliás, segundo reza a História, quem levou o culto de Nossa Senhora de Guadalupe para as Américas foi Cristóvão Colombo, natural de Cuba, também no Alentejo. Ao chegar a uma determinada região, achou que esta se assemelhava de tal forma à serra de Guadalupe (que corresponderia à ao local se encontra uma capela que contém a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe, em Serpa) que introduziu o culto. Desta forma, entende-se que o culto da santa foi exportado, e não importado para o nosso país. O nome Guadalupe pode até soar estranho para a maioria das pessoas, mas garanto-vos que em cidades como Serpa, as "Marias de Guadalupe" são tantas como as Anas ou outros nomes de grande uso. ps. Os meus parabéns pelo blog!!

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pela partilha, adorei!! Fui pesquisar mais, e também cheguei à ilha da Guadalupe, descoberta pelo Cristóvão Colombo! :D
    Será que essa popularidade de Guadalupe em Serpa teria lugar no nosso tópico sobre diferenças regionais?
    http://nomesportugueses.blogspot.pt/2012/05/o-mapa-dos-nomes.html

    ResponderEliminar
  6. Sim, com certeza que se trata de se trata de um caso de regionalismo no que diz respeito à distribuição de nomes! No Alentejo é, aliás, bastante vulgar que se atribua o nome do padroeiro ou padroeira das localidades às crianças. É claro que, hoje em dia, há uma tendência cada vez menor para que isto aconteça. É engraçado que exista uma associação imediata do nome à terra da pessoa, como por exemplo, "chamas-te Guadalupe, então és de Serpa" ou "chamas-te Bento, então és de Vila Nova de São Bento". Ainda relativamente ao nome Guadalupe, eu acho que é um nome distinto, com um certo 'salero' e que ganha bastante por ser incomum, mas conhecido de todos ao mesmo tempo.

    ResponderEliminar
  7. Guadalupe é um nome um pouco estranho! Há alternativas, como Guadalana ou Guadalapa (estou a inventar)? Não gosto do nome!

    ResponderEliminar
  8. Guadalupe é o nome da minha filha caçula (tenho um Benjamin e uma Constança).
    Achei perfeito para combinar com o nome dos irmãos e aqui em casa chamamos ela de Lupita, Lupe e Lupinha (apelido que os irmãos inventaram). Pensei muito em chamá-la apenas de Lupita, mas não gosto de nomes que parecem apelido e achei que Guadalupe combinava bem mais com o nome dos irmãos.
    De fato, muitas pessoas estranham. Algumas chamam-na de GuaRdalupe sem perceber (assim como chamam Constança de Constância. Nenhum dos nomes é comum cá no Brasil). Acho que a compreensão e o gostar do nome ou não são relativos e dizem respeito à pessoa que os ouve. Se não é algo comum, é provável que associem a algo que achem mais comum.
    Exemplo: meu nome é Luiza. Super comum por aqui, mas ainda assim alguns insistem em me chamar de Elisa ou Eloísa. Se nem com um nome comum como o meu a compreensão é de 100%, imagina com nomes que fogem do padrão, né?

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)