Nomes nas notícias - Nomes aristocráticos

3.5.12

Soubemos hoje que faleceu Victória Joana Josefina Petra Maria Emanuella, ex-esposa do pretendente ao trono francês, Jaime Leopoldo Isabelino Henrique Alexandre Alberto Afonso Victor Acácio Pedro Paulo Maria, que era tio do atual rei de Espanha. Os nomes da senhora até permitem fazer umas combinações interessante mas no caso do senhor, a coisa fica mais complicada... 

  • Joana Victória
  • Joana Josefina
  • Victória Josefina
  • Petra Josefina
  • Victória Emanuela
  • Pedro Henrique
  • Victor Acácio
  • Jaime Maria

8 comentários :

  1. Tanto nome que até me confunde :s
    Acho um pouco exagerado quando davam nomes assim tão longos e sem que conjugassem minimamente entre si

    ResponderEliminar
  2. Conheço um Pedro Henrique (1º e 2º nome) e um Pedro Henriques (1º nome e apelido). E nestes casos da monarquia lembro-me sempre daquela rainha que era Micaela Gabriela Rafaela, ou qualquer coisa do género..

    ResponderEliminar
  3. Epá tanto nome que dava prós combinar pró desafio dos 9! E ainda sobravam combinações prós filhos das vizinhas!

    ResponderEliminar
  4. E não é que até gosto de Joana Victória? Nunca pensei, mas acho que entra no ouvido... Nos rapazes, amo Jaime Maria (é o nome do meu filho) - pensava que a Filipa não gostava de Maria nos rapazes :D

    ResponderEliminar
  5. J., eu não sou a maior fã do nome Maria em meninos, mas não acho que fique feio ou que não combine! Se estivesse a fazer uma lista de nomes masculinos para mim, dificilmente incluiria o nome Maria, mas não deixo de achar que, para quem gosta do estilo, é uma das melhores opções! :D

    ResponderEliminar
  6. Filipa, não pude deixar de referir porque, entre os nossos familiares e amigos, é um caso de amor ou ódio. O mais engraçado é que o que as pessoas normalmente apontam é o facto de parecer um pouco snob, mas não vejo como (ou melhor, vejo, mas acho que é assim um bocadinho de preconceito ao contrário): por um lado, o meu avô chamava-se Francisco Maria e tinha um nome que acho mesmo bonito e, por outro, desde miúda que acho que «Maria» num rapaz dá um ar «castiço» ao nome, como se um «Maria» fosse muito amigo de copos, noitadas e muita diversão, sem deixar de ser «bom rapaz». Para mim, é um clássico que parece saído de Alfama, como convém a um lisboeta de enésima geração. No comentário anterior estava, obviamente, a meter-me consigo (não leve a mal, faço muito isso). Já agora, um desafio de post - há nomes que são snob numa região do país e normalíssimos noutra? O que é mais aceitável no Norte também o é no Sul? Seremos um país uniforme em termos de nomes?

    ResponderEliminar
  7. J, pode meter-se comigo à vontade. Aliás, agradeço. Acho que este blog consegue ser demasiado sério. Apesar da minha escrita recheada de vírgulas, sou uma pessoa bem menos formal do que posso aparentar :D
    Adorei a sugestão do post, vou tentar lançá-lo ainda hoje!!

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito da ideia da J. :) Acho que não há assim uma diferença muito muito acentuada, mas acho que sobretudo nas gerações mais velhas é uma realidade perceptível. Eu costumo lembrar-me sempre de um exemplo, eu conheço várias Olindas, todas na terra do meu pai (Vila Nova de Poiares)... Nunca conheci uma Olinda aqui na Caparica nem em Lisboa...


    Também me lembro da história de uma velhota minhota de nome Joaquina que quando soube que a minha avó se chamava Eva lhe disse: Que nome tão feio, onde foi arranjar um nome tão feio.

    Para esta velhota, uma pessoa com 70 anos se chamar Eva era completamente impensável... e a verdade é que a minha avó se chamava Eva porque tinha uma tia Eva... logo aqui na Caparica, Eva já era usado há algum tempo ;)

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)