Nomes brasileiros: a força do Ka

3.1.12


Olhando para a lista de nomes mais usados pelos utilizadores do Baby Center Brasil em 2010 fica visível a popularidade do som "Ca" nos nomes masculinos. Vejam só: 

  • Lucas
  • Kauã (gavião em Tupi, como Cauã)
  • Caio
  • Luca
  • Kaíque (ave aquática, em Tupi, como Caíque - da primeira vez que ouvi pensei que era o diminutivo de Carlos Henrique! Em Portugal, Caíco é aceite)
  • Kauê (bondoso, inteligente, em Tupi, como Cauê)
  • Carlos
  • Ricardo
  • Calebe (cão)


E atenção: o fenómeno estende-se até aos nomes femininos:

  • Bianca
  • Rebeca
  • Carolina / Caroline
  • Catarina
  • Camila / Kamilly


É, sem dúvida, um som muito forte, moderno, divertido, que fica imediatamente no ouvido e que é bastante frequente nos nomes portugueses, como podem ver nestes exemplos: 

  • Carmo
  • Branca
  • Caetana / Caetano
  • Caia
  • Carmim
  • Érica
  • Jéssica
  • Micael / Micaela
  • Mónica
  • Óscar
  • Pacal
  • Torcato
  • Verónica
  • Xica
  • Zuleica


Agora resta-nos esperar pela atualização da lista do Baby Center relativamente a 2011... É que mesmo não sendo oficial, é sempre indicativa! 

4 comentários :

  1. E eu cá não gosto nada desses nomes masculinos, talvez mesmo pelo som "ca".. =/

    ResponderEliminar
  2. Há que se tomar muito cuidado com essas etimologias tupis, quase todas são invencionices. Caíque é simplesmente uma forma apocopada de Carlos Henrique, a origem tupi é inventada.

    O mesmo ocorre com "Maitê", que é a forma apocopada tipicamente espanhola de Maria Teresa. No Brasil inventou-se que vem do tupi e significa "feia".

    Por vezes essas pseudoetimologias têm origem na semelhança fonética com palavras indígenas. Outras vezes, é simples invenção mesmo.

    ResponderEliminar
  3. Daniel, gostava muito de aprender mais sobre os nomes indígenas mas até agora não encontrei nenhuma fonte muito credível e é verdade que já me deparei com muita contra-informação. Será que me poderia aconselhar alguma bibliografia? Obrigada! :)

    ResponderEliminar
  4. Sobre a origem do nome Calebe (Caleb, Kalebe)

    A origem de "Kalev"


    De fato, muitos livros e sites, referem o significado de Caleb como “cão”.

    No entanto, uma simples busca num dicionário de hebraico servirá para concluir que ”cão”, neste idioma ancestral, é “Kelev” e não "Kalev". É natural que ao longo dos séculos, o significado original tenha sido alterado ou deturpado ainda que ligeiramente, pois estamos a diferenciar uma única letra, ou quando muito, um único fonema.

    "Kalev", no hebraico, é uma palavra composta – algo muito comum do hebraico antigo. Assim, a sua origem pode ser decomposta em dois termos: “Kol”, que significa “tudo” ou “todo”; e “Lev”, que significa “coração”. Daqui extrai-se que "Kalev", no seu sentido mais remoto e profundo, significa “de todo o coração”.
    Os nomes originados no hebraico antigo, muitas vezes tinham directa relação com as características (físicas, de personalidade) da pessoa, ou até mesmo com as circunstâncias da sua geração ou nascimento (algumas até mudavam de nome já adultos). Por esta razão, alguns estudiosos defendem que “Kalev” poderia significar “fiel”. Isto porque, segundo a Bíblia, Caleb (do qual já te falei antes) foi sempre fiel e leal aos seus princípios e ao seu Deus. Mas, também podemos concluir com toda a razão fundamentada na Sagrada Escritura, que Caleb se entregou ao seu Deus “de todo o coração”. Para reforçar esta ideia, alguns estudiosos defendem a posição (não muito assumida nem comprovada) que “Kalev” poderia eventualmente significar também “devoção a Deus”.

    Poderíamos com um pouco de esforço, entender e até aceitar uma relação entre “cão” e “fiel” ou "leal". O que já não faria sentido neste caso, seria juntarmos a expressão “de todo o coração”. No antigo hebraico, esta expressão era muitas vezes usada para designar uma escolha voluntária, uma opção deliberada, intencional e concreta; isto é, um acto mental de decisão em função da própria consciência. Ora, num animal, isto não poderia acontecer…

    Como disse, cão em hebraico é “Kelev”. “Ke”, significa “como” ou “conforme”, sempre referindo-se a algo; “Lev”, significa – como já vimos – “coração”. Ou seja, em hebraico, “cão – Kelev” tem uma pronúncia muito parecida com “Kalev”, mas ainda assim com um significado diferente.
    Se a isto juntares a relevância que o hebraico tiberiano (forma daquele idioma que consiste numa tradição oral de pronúncia) teve no estudo e até desenvolvimento do hebraico, principalmente durante a Idade Média (e a este facto juntares a diáspora), podes ver que facilmente as duas palavras se confundiram uma à outra.

    Concluindo, o significado ancestral, profundo e original de Caleb é “de todo o coração”.

    O texto acima foi encontrado na internet.

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)