Beatriz, Leonor e Matilde
- popularidade ao longo dos anos -

24.8.15



Beatriz, Leonor e Matilde são, sem sombra de dúvida, os nomes femininos mais marcantes das últimas gerações em Portugal. Apesar de serem nomes que sempre se foram usando em determinados círculos sociais, não foram propriamente populares até 1989. No início do século XX, Beatriz era o mais popular dos três mas, a partir de 1950, estavam todos muito próximos, apresentando a mesma tendência descendente. Será que, nos anos 80, alguém imaginaria que, 30 anos depois, estes seriam três dos nomes mais populares em Portugal?



A verdade é que tudo mudou quando em foi cá exibida a telenovela brasileira Felicidade, entre 1992 e 1993, e que retratava a vida de uma menina chamada Beatriz. Para percebermos a dimensão do fenómeno, em 1992, Beatriz ocupava a 62.ª posição do ranking. Em 1993, teve uma subida meteórica até à 23.ª posição e, em 1996, chegou pela primeira vez ao top 10.
Beatriz, que foi trazido pela novela, abriu as portas a uma nova tendência de nomes femininos em Portugal, papel que, do lado masculino, coube Rodrigo e a Afonso [que também se popularizou fortemente depois do nascimento do filho de D. Duarte Pio, pretendente ao trono de Portugal, em 1996]. Nascia assim a tendência de nomes aristocráticos que vinte anos depois domina a lista de nomes mais registados no país, com grande destaque para Matilde e Leonor.




Como é possível perceber, hoje as posições inverteram-se e Beatriz perdeu o vigor de 2003, ano em que ultrapassou os quatro mil registos anuais mas a quarta posição do ranking em 2014 mostra-nos que ainda está de pedra e cal nas preferências dos portugueses!
Por outro lado, desde 2011, Leonor e Matilde têm dividido entre si a segunda e terceira posição. Esta alternância já vem de trás:


Resta saber até quando é que estes três nomes vão continuar a dominar o ranking português mas, sabendo que tem havido uma alteração de quatro nomes no top 10 a cada década, é possível que só o abandonem daqui a muito tempo!

Texto publicado originalmente em Maio de 2011 e atualizado em 2015. 

24 comentários :

  1. Olá Filipa! Lembras-te da "Calíope"? No pouquíssimo tempo que me resta, por questões profissionais, tenho continuado sempre a "devorar" o teu blog, no qual, sou completamente viciada, apenas não me tendo restado oportunidade de fazer os comentários que gostaria (na maior parte das vezes, são tantas e tão variadas as coisas que quero dizer, que nem sei por onde hei-de começar). Hoje, porém, foi mais forte do que eu: descobri um verdadeiro tesouro (como podes ver não sou nada exagerada!) e quero partilhá-lo contigo e com todos os leitores e amantes deste blog. Antes de mais, a forma como lá cheguei foi talvez pouco ortodoxa (de seguida, passo já a enumerar os passos que dei), mas o importante é que o resultado final me deixou fascinada e ... totalmente viciada. Embora saiba que não é dos teus nomes favoritos e que o preferes como diminutivo, que pode ser considerado exótico ou excêntrico e que foge aos nomes tradicionais portugueses, eu pessoalmente, tenho uma verdadeira fixação pelo nome Mia, em particular (e pela onomástica, em geral!), de forma que escevi no motor de busca do google as seguintes palavras "o nome Mia", de seguida cliquei em "Origem do nome Mia - Proveniência do Nome Mia", depois acedi a "Próprios" e, por último, cliquei em "Nomes Próprios - Utilização de Nomes Próprios em Portugal no século XX. Tendências." E foi então que a "grande revelação" surgiu: foi-me apresentado o acesso a gráficos construídos com base em nomes de
    oito milhões e duzentas mil pessoas adultas, residentes em Portugal, constantes da base de dados SPIE apenas para efeitos estatísticos. Os gráficos gerados representam a frequência com que a palavra aparece, como primeiro nome próprio, em nascimentos entre 1920 e 1980. Já agora, uma curiosidade, como seria de esperar não há qualquer registo do nome Mia nas datas supracitadas... Em suma, espero que esta "preciosidade" seja verdadeiramente útil. Por último, gostaria apenas de dizer que o teu nome é igualmente dos meus preferidos: Filipa - elegante e distinto. A forma composta Ana Filipa também me agrada bastante. Beijos e continuação do magnífico e admirável trabalho que tens vindo a desenvolver até aqui!...

    ResponderEliminar
  2. Eu diria antes 20 anos :) Ou não? Pelo menos eu acho que Beatriz já está na moda há uns 10 anos. Eu tenho uma prima com 10 anos que é Beatriz e lembro-me bem de quando a minha tia estava grávida, ter escolhido Beatriz porque na altura era um nome que já fazia furor! Nem é dificil encontrarmos actualmente muitas Beatrizes quase adolescentes.
    Penso mesmo que o fenómeno Beatriz começou pelo ano 2000.

    Agora acho que Beatriz está FINALMENTE! a deixar o "topo".

    Leonor e Matilde é que penso que talvez tenham surgido uns anos mais tarde.

    ResponderEliminar
  3. Beatriz é um nome que já se ouve há muito tempo... Matilde e Leonor devem ter (re)aumentado a popularidade uns aninhos depois.
    Conheço muitas crianças Beatriz mas Matilde e Leonor apenas conheço uma de cada, e têm ambas 20 anos.

    ResponderEliminar
  4. Olá Calíope! Os dados que tenho usado nos últimos posts são exactamente esses. Não tinha divulgado a fonte por dois motivos: primeiro, porque ainda não sei se os dados são muito fiáveis (já enviei dois emails mas acho que nenhum foi entregue) e, segundo, porque também acho que se trata de uma base de dados muito preciosa - tão preciosa que temo que centenas de acessos diários a partir de um possível link deste blog transformem uma base de dados livre de encargos numa base de dados privada... :(

    Obrigada uma vez mais pelas palavras de incentivo!

    Rita, concordo, acho que Beatriz está na moda há dez anos e Princesa M, também acho que está a diminuir em popularidade!

    ResponderEliminar
  5. fui ao site que a Caliope disse(sou demasiado curiosa)
    não te preocupes não me parece que deixem de ter aquilo no site por ir lá muita gente ver, porque se assim fosse não tinham posto o site como um anuncio Google (pagando para isso),se puseram é porque querem que lá vá gente.
    Mas tu não me digas que andaste de nome em nome a ver para fazeres aqueles tops 100......se sim tiro-te o chapéu pela dedicação!!!

    ResponderEliminar
  6. Não sou nada apreciadora do nome Beatriz pq é mesmo mt comum. Há uns 5 anos em qql lado se ouvia alguém chamar por Beatriz. Conheço uma que tem 4/5 anos e outra com 6 anos. Mas já é um nome comum das adolescentes, tal como no meu tempo era Ana.Ah, e uma tia da minha avó chamava-se Beatriz,logo encaixa-se ali nas Beatriz dos anos 20.

    Leonor e Matilde são nomes que gosto bastante e que tornaram-se populares mais tarde, se bem que conheço uma Leonor com 13 anos.

    Agr Beatriz está a diminuir e Leonor e Matilde vão seguir o mesmo caminho.Daqui a pouco temos nomes como Rosa, Amélia, Isaura de volta em grande força.

    ResponderEliminar
  7. É pena que o site que a Calíope referiu não disponibilize as estatísticas a partir de 1980! Era a cereja no topo de bolo. Andei por lá a investigar alguns nomes e fiquei sempre curiosa em saber o resto dos anos! :(
    Penso que os dados devem ser fiáveis sim. Sem duvida um tesourinho :)

    ResponderEliminar
  8. Maria, foi um processo muito trabalhoso, mas acabei por me divertir imenso. E ver as listas finais valeu bem a pena! Agora estou a pensar fazer a contabilização de 1950 e 1980 - mas tenho de esperar que me passe a dor no ombro, resultante de tantos e tantos cliques no rato... :D

    ResponderEliminar
  9. A minha tia Matilde nasceu nos anos 20, Leonor é a minha avó nascida um pouco mais tarde e a mãe dela também. Beatriz não tenho nenhuma na família. Era um nome que eu gostava muito, mas tornou-se muito banal. As filhas das minhas colegas e amigas são basicamente Beatriz e Leonor.

    ResponderEliminar
  10. E as Beatrizes continuam a nascer... Eu conheço uma de três mesinhos! Infelizmente, o nome é demasiado bonito! ;D

    ResponderEliminar
  11. eu conheço uma bébé beatriz e tenho uma prima de um ano leonor e a filha de uma amiga que tem 2 aninhos chama-se matilde...eu ate gosto dos nomes mas ja se tornam banais infelizmente.

    ResponderEliminar
  12. Os 3 nomes são lindos...conheço 5 meninas que se chamam Beatriz, Matilde é o nome da minha mãe e eu adoro. Matilde e Leonor só conheço adultas...

    ResponderEliminar
  13. Sou brasileira e minha querida mãe que já faleceu há 16 anos, se chamava Matilde e simplesmente odiava seu nome, pois aqui este nome é bastante fora de moda, fiquei feliz em descobrir que é tão querido em Portugal❤️

    ResponderEliminar
  14. Não consegui aceder à página!

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde Filipa!
    Deixo-lhe a sugestão de falar sobre o nome Calíope

    ResponderEliminar
  16. Beatriz é um nome que adoro desde há muito tempo. Acho a sonoridade bonita, uma terminação invulgar, internacional quanto baste e...adoro o significado (a que traz felicidade).
    Infelizmente, se fosse hoje, devido à elevada popularidade, talvez não colocasse o nome a uma filha...mas quando for mãe, se pelo menos já tiver fora do top 5, será com certeza uma das opções a considerar para o nome de uma menina! :)

    Quanto a Matilde e Leonor...Gosto, mas estão ambos muito muito populares. Na escola onde trabalho há imensas meninas entre os 3 e os 10 anos que se chamam Matilde e Leonor, neste momento até são em maior numero do que as Beatrizes.

    ResponderEliminar
  17. Acho que o nome Matilde tornou se mais popular depois dos "Morangos com Açúcar". Espero que Beatriz saia do top 5 brevemente... é demasiado bonito p ser demasiado usado :)

    ResponderEliminar
  18. DEvia ser por 1.000 nascimentos, para ser mais claro! parece que diminui e o que diminui é mesmo o total de nascimentos!

    ResponderEliminar
  19. É verdade, mas não possuo tanta informação! De qualquer forma, quando os números de Beatriz começaram a diminuir, aumentaram os números de registos de Maria, de Leonor e Matilde. Definitivamente, a sua popularidade diminuiu!

    ResponderEliminar
  20. Gostava de aceder a essa página 😧 não consegui la chegar...

    ResponderEliminar
  21. Daniela e Cláudia, o texto original foi editado e substituído por este, com informação mais ampla e rigorosa. Ainda assim, podem aceder aqui ao post original:
    Evolução de Beatriz, Leonor e Matilde - versão Maio 2011

    ResponderEliminar
  22. Bom dia, Beatriz é um nome que sempre gostei muito, tanto que acabei por chamar a minha filha de Edna Beatriz. optamos por o segundo nome exactamente por ser um nome muito usado hoje em dia. Já Matilde não aprecio muito e Leonor apesar de ser um nome que também me agrada infelizmente quase toda a gente se lembra de colocar Leonor as meninas ultimamente, pelo menos por aqui onde vivo.
    Agora à parte, surpreendentemente na maternidade fiquei junto a duas senhoras que colocaram o nome Ana às meninas, nome que não ouvia em crianças há imenso tempo.

    ResponderEliminar
  23. A minha irmã Matilde nasceu em 1990 e durante anos não conheci mais nenhuma.... Na escola dela, em cerca de 400 alunos até aos 8 anos era a única Matilde. Agora há imensas...

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)