Nomes populares em Inglaterra que também se usam em Portugal

em 21/11/22


Nos anos de crise, os nomes internacionais eram um dos temas mais fortes aqui no blog. Procuravam-me pessoas que tinham saído de Portugal e pessoas que, estando cá, queriam nomes que funcionassem noutros pontos do mundo, caso fossem confrontados com a necessidade de sair daqui. Podem explorar vários desses posts a partir da etiqueta Nomes internacionais ou optar pela versão condensada que está nestes dois posts: os Reis dos nomes internacionais para meninos, com Artur & Benjamim à cabeça, e a lista de nomes mais internacionais para meninas, liderada por Alice & Amélia. 

Mas aproveitando o facto de que, pela primeira vez em vários anos, deixei passar o assunto em branco, voltamos novamente ao tema e trago-vos uma nova lista de sugestões, baseada exclusivamente na lista de nomes mais populares em Inglaterra & Gales de 2021, que este ano foi encabeçada por Noah & Olívia.  Aqui está ela: 


Meninas


  • Olívia
  • Amélia
  • Mia
  • Sofia 
  • Isabela
  • Siena
  • Matilda
  • Maya
  • Alice
  • Emília
  • Isabel
  • Aria
  • Penélope
  • Mila
  • Eva
  • Elisa
  • Laila
  • Aurora
  • Mabel
  • Ema
  • Lola
  • Zara
  • Íris
  • Bela
  • Maria
  • Lira
  • Edite
  • Eden
  • Clara
  • Ana
  • Lara
  • Beatriz
  • Sara


Meninos


  • Noah
  • Artur
  • Leo
  • Oscar
  • Theo
  • Lucas
  • Isaac
  • Luca
  • Max
  • Benjamim
  • Hugo
  • Daniel
  • Samuel
  • David
  • Félix
  • Caleb
  • Gabriel
  • Alfredo
  • Milo
  • Liam
  • Kai
  • Tobias


Se estivessem neste momento à procura de um nome internacional, privilegiariam a grafia, a pronúncia ou ambos? E estariam mais inclinados para nomes comuns ou procurariam algo mais moderno? Sabendo que os portugueses estão muito familiarizados com nomes internacionais, incluiriam nesta lista nomes que podem ser escritos quase por instinto, como Chloe ou Oliver? 

15 comentários:

  1. Tenho uma Lira... Uma dos critérios que me fez escolher o nome foi mesmo a internacionalidade, porque no mundo em que vivemos é menos uma dor de cabeça para quem quer viver noutro país. Tenho familia emigrante e a verdade é que muitos têm dificuldade com o seu nome noutros países...

    ResponderEliminar
  2. Se vivesse na Inglaterra as primeiras escolhas seriam Emma e Eric
    Mas estou me apaixonar cada vez mais por Matilda
    Aliás nomes internacionais também é um tema que me interessa imenso porque o meu namorado é espanhol

    ResponderEliminar
  3. Penso que Elias também poderia estar na lista. 🤔

    ResponderEliminar
  4. Respondendo à pergunta, se estivesse à procura de um nome internacional, penso que privilegiaria pela sonoridade dos nomes, a facilidade da pronunciação em diferentes dialetos, independentemente da grafia. Assim, nomes que me parecem mais consensuais e fáceis de dizer em diferentes línguas, são:

    Amélia, Edite, Ester, Matilda, Maria, Maia, Mia, Olivia, Sara, Sofia, Teresa, Zara, Zoe (…)

    Artur, Benjamim, Daniel, Gabriel, Isaac, Liam, Luis, Lucas, Noa, Rafael, Samuel, Tomás, Tobias (…)

    ResponderEliminar
  5. A minha filha (nascida em 2019) chama-se Olívia e um dos critérios apelativos foi o facto de ser um nome internacional (não só na língua inglesa, mas também francesa, espanhola, italiana, etc).

    ResponderEliminar
  6. Adoro nomes internacionais. Foi a escolha para o meu filho, Theo. Gosto de Pedro, e até pensei nele como nome, mas a pronúncia em outros países me fez repensa-lo. Outros q gosto é Luca e Tomás. Oscar tb gosto, mas não gosto da pronuncia em português. Para as meninas, a maioria deles. Se morasse na Inglaterra concerteza Ema estaria na primeira opção, mas no Brasil não soa bem, por causa da ave.

    ResponderEliminar
  7. Acho que iria valorizar grafia e pronúncia de forma igual! Adoro Félix mas incomoda-me que se pronuncie de maneiras diferentes em inglês e português :(

    ResponderEliminar
  8. Na lista feminina falta um nome que adoro e que é dos mais internacionais se não o mais internacional de todos, Laura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronuncia. Sem dúvida. É muito importante ter um nome que soe igual nos dois lados. Torna tudo mais simples, fácil e a integração facilitada. Muitos mudam de nome e são chamados por outra coisa só porque fica mais fácil para o país acolhedor reconhecer esse som.

      Eliminar
  9. Gosto muito deste tópico e foi uma das minhas sugestōes na publicação anterior. Decididamente optaria por uma grafia adaptada que soasse similar. Ex: Arthur, Alexander. Um nome de que gosto e que vou ouvindo mais frequentemente é Gael. Acho que é mais comum no Brasil, não sei quão internacional seria.

    ResponderEliminar
  10. Dou prioridade à pronúncia, por exemplo Aurora é um nome poético e romântico mas a sua sonoridade em francês, inglês, alemão não é bela, mesmo em português não me soa bem, só mesmo em contexto italiano. Assim nunca considerei Aurora para as minhas filhas, mas os seus nomes estão nesta sua lista, para mim é importante que o nome seja facilmente identificado e não encontre resistência fonética e gráfica noutros países.

    ResponderEliminar
  11. Respeito a quem pense de outro modo, mas não daria, como não dei, aos meus filhos, que preparo para correrem mundo, nomes internacionais para lhes facilitar a integração. A depender do país de "acolhida", a integração será difícil só por serem estrangeiros, ainda que parte da ascendência deles tenha origem nesse país e que eles tenham dupla cidadania, falem a língua sem sotaque e tenham PhD em Harvard. Acho melhor que se chamem à nossa moda mesmo, com acentos gráficos e tudo, quando for o caso.

    ResponderEliminar
  12. Admito que um dos aspetos que considerei quando escolhi o nome dos meus filhos foi a facilidade com que se os pronunciaria no estrangeiro. Por já ter trabalhado em contexto internacional, sei que é um descanso e facilita a integração ter um nome que toda a gente conhece ou diz com facilidade. Não deixaria de escolher um nome que gostava muito por causa disto mas não é irrelevante para mim.

    ResponderEliminar

Obrigada por participar na conversa!
Credibilize o seu comentário, assinando sempre com o mesmo pseudónimo!
Num blog sobre nomes, vai mesmo optar por ser apenas Anónimo? :)