Maria João, João Maria e a enorme confusão

em 06/05/09


"O nome próprio não pode suscitar dúvidas sobre o sexo do registando".
Fonte

Ainda bem. Até porque assim evitamos aquele cliché dos filmes norte-americanos em que se está à espera de um homem e surge uma mulher, e vice-versa.
No entanto, o segundo nome não tem de estar concordância com o sexo do seu titular, daí a aceitação de Maria João, Maria José, Maria Manuel, José Maria, e por aí fora. Pessoalmente, dispenso estes nomes, sobretudo nos rapazes. Ainda que sejam uma escolha muito tradicional, eu acho que soa um bocadinho a snob, pode induzir em erro e, em última análise, até pode criar embaraços às crianças. E não há nada pior que um nome que nos embarace!
É inegável que, nos dias de hoje, os nomes masculinos compostos com Maria na segunda posição ainda transmitem uma ideia de elitismo, apesar de reconhecer que, tal como acontece nos nomes femininos, Maria combina bem com quase todos os nomes. Quanto a Maria João, é um nome muito comum em Portugal e evidentemente não põe em causa o bem estar de nenhuma menina com este nome.

Pode ler mais sobre este tema e sobre outros nomes masculinos compostos com Maria aqui

5 comentários:

  1. Sem dúvida! Conheci uma menina Muriel e mais tarde um rapaz Muriel...Haver dúvidas é muito chato, aliás se a função do nome é distinguirmo-nos dos outros, para que criar confusão? Existe tanta escolha...

    ResponderEliminar
  2. Ora bem... sou suspeita para falar (basta ler o meu nome), mas não concordo em absoluto. Nunca houve confusão comigo, nunca me senti embaraçada enquanto miúda, sempre adorei o meu nome e confesso que não entendo este seu post...

    Um nome composto soa a snob???

    ResponderEliminar
  3. Olá Maria João! Este post tem uns aninhos e hoje não o escreveria nestes termos (aliás, até o irei reescrever, porque não gostei do que reli). Quanto ao nome composto, não é, de todo, sinónimo de nome snob, a menos que seja um nome masculino seguido de Maria e era a isso que, em 2009, me referia. Hoje, no entanto, usaria outra palavra, talvez "betinho!... :)

    ResponderEliminar
  4. Sou mulher de 30 anos com um nome composto sendo o segundo Joao. As minhas irmãs e primas em como segundo nome José, Lucas, Tiago, David e Luís. Por convicção, tradição familiar e religiosidade combinamos todas manter os nossos filhos com Maria como segundo nome e as nossas filhas com segundo nome masculino do santo do dia. Ta a ver Filipa? Tantas razões: nenhuma o elitismo e a snobeira!

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pela sua explicação! Deixe-me apenas frisar que, ao longo dos anos, tenho evitado o mais possível fazer generalizações quanto às motivações que levam alguém a escolher um nome porque sei bem que podem ser as mais variadas. No entanto, sendo um blog pessoal, não costumo esconder as minhas percepções sobre os nomes e é disso que se fala aqui: independentemente das razões da sua escolha, essa escolha transmite-me algo. No caso dos nomes masculinos seguidos de Maria, vou sempre associá-los a uma classe mais privilegiada, corresponda isso à verdade, ou não! Tal como se estivéssemos a falar de Miguel de todos os Santos, associaria a uma família muito religiosa, quando na verdade, até podem nem o ser!

    ResponderEliminar

Obrigada por participar na conversa!
Credibilize o seu comentário, assinando sempre com o mesmo pseudónimo!
Num blog sobre nomes, vai mesmo optar por ser apenas Anónimo? :)